Notícias

Tatá Werneck revelou que chegou a pesar 40 quilos após morte de Paulo Gustavo

4244242

A artista abriu o coração sobre como a perda do amigo afetou a sua saúde.

A perda de uma pessoa amada nunca é uma experiência fácil de ser vivida. Podemos ser dominados pelo sentimento de que poderíamos ter feito mais para ajudá-la mas, mesmo que a nossa consciência esteja tranquila, encarar o dia a dia sem a presença de quem significa tanto para nós pode despertar um grande vazio em nossos corações.

Se você já teve que se despedir de um amigo ou familiar tão especial, sabe muito bem das consequências emocionais, e até mesmo físicas, desse luto tão poderoso, que pode dominar as nossas vidas por um bom tempo.

Entre algumas das consequências da morte das pessoas amadas pode estar a depressão, ansiedade, tristeza profunda, falta de motivação e até mesmo a perda ou ganho de peso. Nosso descontrole emocional começa a ser exibido também em nossos corpos, e exige muita força de vontade e força de nossa parte para manter tudo sob controle.

Desde o ano passado, o número de brasileiros tendo que conviver com as consequências emocionais e físicas da perda de entes queridos aumentou consideravelmente por conta da pandemia de Covid-19. Todas as pessoas que infelizmente perderam a luta contra a doença deixaram uma grande saudade naqueles que ficaram.

Tatá Werneck foi uma das pessoas atingidas diretamente pelo luto. A humorista sofreu muito com a morte de Paulo Gustavo, com quem tinha uma relação muito próxima de amizade. Paulo faleceu no último dia 4 de maio, após meses lutando contra o vírus.

image 9oiD4S4

Direitos autorais: Reprodução/Instagram

Segundo informações do portal R, no último dia 15 de julho, ela falou sobre a experiência com os seus fãs e chegou a afirmar que, na época da morte do ator, chegou a pesar 40 kg.

Tatá entrou no assunto após um de seus seguidores comentar que ela estava muito magrinha e precisava engordar um pouco.

“Cada um tem uma história. Eu, quando estou triste, não fico com fome nenhuma. Isso é até uma coisa antiga minha. Quando eu tinha uns 12 anos, fiquei um ano internada com desidratação, enfim… Quando o Paulo morreu, cheguei a 40 quilos. Eu fiz vários exames para ver se era só uam coisa emocional, graças a Deus estava tudo bem e era só emocional mesmo”, disse.

A apresentadora ainda comentou que chegou a ser elogiada na época por conta de seu corpo, mas deixou claro que isso não foi algo que a fez sentir-se bem.

“Eu fiquei sem fome nenhuma, eu me forçava a comer, tomava uns negócios saudáveis, comendo só coisas saudáveis pra engordar. Engordei, agora, 2 quilos. Só que as pessoas me davam parabéns. Eu estava muito magra porque estava deprimida. É muito doido pensar que alguém vê uma pessoa magra, que está deprimida, e fala: ‘Está ótimo’. Ótimo não, ótimo é estar saudável”, pontuou.

Antônia Fontenelle vai ser investigada por crime de discriminação

Artigo Anterior

Mulher é agredida e abandonada em buraco com cerca de 3 metros de profundidade

Próximo artigo