Técnica para curar emoções negativas

A pesquisadora Susan David, em seu livro “Agilidade Emocional”, traz um sistema muito bem bolado para lidar com seus sentimentos negativos. Continue lendo

Aqui temos uma técnica poderosa para conhecer e lidar com seus sentimentos negativos e assim obter saúde emocional. Trata-se do Sistema NASA.

Veja aqui meu vídeo sobre este tema.

A pesquisadora Susan David, em seu livro “Agilidade emocional”, traz um sistema muito bem bolado para lidar com seus sentimentos negativos.

Primeiro, ela faz uma alerta que também faço no meu trabalho: cuidado com seus sentimentos negativos! Sentimentos presos criam problemas sérios e imprevisíveis.

Ela explica que existem duas formas erradas de lidar com sentimentos negativos.

A primeira é simplesmente querendo enterrar o sentimento.  Engarrafar, ignorar ou prender o sentimento na esperança que ela desapareça não funciona.

A outra é ficar mastigando os sentimentos, remoendo-os, compartilhando com as pessoas, revendo-os, cutucando a ferida. Esse tipo de pessoa fica pensando sempre no que ocorreu, fala com os outros, até leva as pessoas à “exaustão de empatia” porque sempre está mastigando algum sentimento ruim. Isso também não ajuda.

Então ela traz uma solução. Quatro passos, que formam a sigla NASA:

N: nomeie o sentimento. Seja preciso

Pesquisas mostram que precisamos primeiro ser claros e precisos em ver o que está nos incomodando. Faz sentido. Não podemos lidar com um problema sem saber o que ele é em primeiro lugar. Com as emoções não é diferente.

Reflita, pense, identifique. Quanto mais preciso, mais eficaz será a cura. Quem fez, o que sente, quando foi? Faça um B.O. completo!


A: aceite o sentimento. Não lute contra ele

Você não precisa sempre se sentir bem. Aceite que tem horas que vai se sentir mal, que vai se machucar. As pessoas estão aí, cheias de negatividade, sofrendo as dores delas, então, naturalmente, vão feri-lo também. E quando você se ferir emocionalmente, não fuja. Não finja que não doeu. Aceite o que está sentindo. O sentimento quer ser trabalhado e se você não o aceita, finge que não existe, aí ele ficará lá tentando chamar sua atenção.


S: saia da emoção. Não se identifique

Dê um passo para trás. Torne-se o observador. A emoção não é você. Com isso o sentimento perde o poder de lhe influenciar.

Nos Yoga Sutras de Patanjali, o termo usado para o yogi entrar no estado de consciência correta é “testemunho”. Seja o testemunho ou a testemunha de sua mente, de seus pensamentos e emoções. Você não é sua mente. Você não é seus pensamentos. Você não é suas emoções. Você está apenas observando sua mente e suas flutuações.

Assim, você reconhece e desapega. Deu a atenção que precisava para a emoção. Mas deixa a emoção agora fluir no rio do tempo. Para longe. Para o esquecimento. Fica só o aprendizado.


A: ação iluminada. Traga o foco de volta ao seu dharma, ao melhor de você

Retome seu foco em agir de acordo com seus valores, com seu propósito. Não aja sob a influência do sentimento, mas sob a guia de sua essência real.

Não deixe o sentimento corromper seu coração. Não baixa sua sintonia, cedendo a energia negativa do sentimento ruim. Retome seu foco. Yoga significa saber escolher o foco de sua mente.

Identificado o sentimento, aceito com a mente plena, nós nos desidentificamos dele e, então, retomamos ao melhor de nós, ao viver nossa vida plenamente.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF/ Imagens



Deixe seu comentário