publicidade

Temos realmente capacidade de alterar os rumos da nossa história?

Conseguiremos conquistar algo que não está nos planos do Universo ou nos livrar de uma situação arquitetada assim que nascemos?



Há um pensamento do indiano espiritualista Ramana Maharshi que diz: “O que está destinado a não acontecer não vai acontecer, por mais que você tente. O que está destinado a acontecer irá acontecer, faça o que você fizer para evitar. Então, a melhor opção é permanecer em silêncio.”

Existem muitas reflexões a serem feitas em torno dessas frases, que podem bater de frente com nossas verdades, nossas crenças. São um ensinamento forte, que pode ser levado ao pé da letra e também ser contestado.

Para aqueles que acreditam que tudo que se pede acreditando se receberá, Ramana pode ter proferido uma inverdade. Ao mesmo tempo, se acreditamos em destino, em algumas programações já feitas em outro plano para nossa vida, isso já nos basta. E olha que muita gente crê em que o destino pode ser alterado, dependendo do livre-arbítrio de cada um.


A questão é: será que mesmo com ou sem programações, carmas, darmas, temos realmente capacidade de alterar os rumos da nossa história?

Conseguiremos conquistar algo que não está nos planos do Universo ou nos livrar de uma situação arquitetada assim que nascemos?

Cada um tem uma resposta muito particular a isso, dependendo de suas experiências, inclusive, com as coisas boas que já lhe aconteceram e o surpreenderam, sem nem menos esperar.


O que nos faz refletir com esse pensamento é que, talvez, em alguns momentos, poderíamos ter persistido mais ou então desistido, em vez de gastar nossas forças, nossa energia e tempo com algo que não se faz presente em nossa realidade.

Para muita gente, as dificuldades são entendidas como impedimentos e não há por que insistir em transpô-los. Outros se tornam totalmente responsáveis por cada ação, pelo que deu certo ou errado, pelo que atraiu ou afastou.

Nem sempre vamos conseguir mudar a ordem das coisas, até mesmo as que chegam para nos surpreender positivamente. Nem sempre o errado vai dar tão errado e o certo ser tão certeiro. Ou vai. Quem prova o contrário?

Não estamos jogados ao acaso, também somos cocriadores neste Universo, porém cada um tem uma forma de interpretar o que ocorre com a própria vida.

E que não impeçamos, com nossos maus pensamentos, força contrária, teimosia, que as coisas boas a nós destinadas nos aconteçam. Não é mesmo?

 

Direitos autorais da imagem de capa: Denner Trindade/Pexels.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.