publicidade

“Tento seguir os passos do meu pai”: comerciante doa 600 kg de peixe para desempregados

As doações acabaram em apenas 3 horas, e o dono da peixaria disse que costuma fazer essa ação há um tempo, tentando se espelhar no próprio pai.



O número de pessoas desempregadas no Brasil atingiu um patamar recorde em janeiro, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 14,2%, chegando a 14,3 milhões de brasileiros sem registro em carteira. É o maior desde o início da pesquisa no Brasil.

A alta do desemprego faz com que mais pessoas entrem em situação de instabilidade ou vulnerabilidade alimentar, em que muitas famílias chegam a passar fome porque não têm dinheiro para comprar o alimento básico. A simples ideia de que alguém tem fome precisa acender uma luz de urgência, tanto na população quanto nas pessoas que podem ajudar.

Um comerciante de Santos, região litorânea de São Paulo, doou cerca de 600 quilos de peixe para pessoas desempregadas. Alex Lopez Diaz é dono da peixaria O Del Mar, e explica ao jornal A Tribuna que vem fazendo ações do tipo há algum tempo.

Segundo Alex, a filantropia é um legado deixado por seu pai, por isso gostaria de seguir seus passos, ajudando as pessoas como pode. José Antônio Lopez Gomez, pai do comerciante, foi presidente do Albergue Noturno durante oito anos, em Santos.

Essa atitude, como narra o filho, fez com que ele aprendesse como agir em sociedade.


Alex priorizou as doações às pessoas que perderam seus empregos ou algum familiar para a covid-19 ou a dengue, outra calamidade que tem assolado a região nos últimos meses. Como as pessoas estão passando necessidades, em meio a uma crise econômica e sanitária, vários comerciantes se uniram para doar-lhes alimentos.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Vivendo em Santos.

As doações começaram há mais de duas semanas, com 300 quilos de peixe e mais 400 quilos doados por um empresário do Guarujá, também no litoral paulista. No dia 22 de março, as doações chegaram a 600 quilos de peixe, o que daria cerca de 10 pescados para cada um que apareceu para buscar o alimento, isso fora as cestas básicas, que também foram oferecidas no local.


A ação durou aproximadamente três horas, e muitas pessoas apareceram para pegar os alimentos. As famílias em situação de vulnerabilidade social, os trabalhadores da reciclagem, os desempregados e os que perderam algum ente foram beneficiados.

Alex revela que aprendeu com seu pai tudo o que transmite e que é a partir dos exemplos que uma pessoa pode se tornar efetivamente boa na sociedade. Muitos realmente precisam dessas doações, sem elas não teriam o que comer, crianças não teriam com o que se alimentar. É muito importante que as pessoas com condição façam suas doações às famílias mais pobres!

Quanto mais pessoas engajadas em acabar com a fome da população, menos pessoas passarão necessidades!

Comente abaixo o que você acha e compartilhe este texto nas suas redes sociais!

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.