Ter menos coisas em casa nos ajuda a pensar melhor!

Vivemos em um mundo consumista. Somos incentivados a todo momento a ter sempre mais.

Não somos bem-sucedidos e felizes o suficiente, se não tivermos determinada marca de bolsa, se não praticarmos determinado esporte e se nossas casas não seguirem determinados padrões de estética. Então, gastamos todo o nosso dinheiro para atender às expectativas da sociedade. Mas qual o preço para o nosso emocional?

A vida com menos bens materiais é um desafio, mas nos proporciona benefícios incríveis! Um estudo Universidade da Califórnia em Los Angeles provou que ter menos bens materiais reduz os níveis de cortisol. O estudo também mostrou que nossos cérebros podem ter superestimulação visual quando temos um grande número de objetos em casa, o que sobrecarrega os corpúsculos sensoriais causando uma sensação de estresse permanente.

Uma outra pesquisa, realizada pelo Instituto de Neurociência da Universidade de Princeton, mostrou que um campo visual com múltiplos estímulos limita a capacidade de processar informações e aumenta a possibilidade de distração. Isso significa que quando temos muitos objetos em nossas casas, nossa compreensão e tomada de decisões são prejudicadas.

Cultivar lares minimalistas nos ajuda a desenvolver uma mentalidade crítica. Dessa maneira, nós nos tornamos mais seletivos com nossas questões cotidianas, relacionadas ao trabalho, família, relacionamentos.

Para te ajudar a implementar a redução de bens materiais em sua casa, listamos abaixo 4 dicas preciosas:

  • Comece a trabalhar uma rotina de desapego em sua vida. Aprenda a olhar seus bens materiais como facilitadores, não como coisas imprescindíveis. Sempre que se sentir apegado demais a um objeto, crie um compromisso de desapego com ele.
  • Imagine sua vida ideal. Como seria? Você gostaria de viver em uma casa que transmita paz e tranquilidade ou pressa e falta de conforto? Imaginar o tipo de lar que você gostaria de ter pode ajudar o seu processo de transição para uma vida mais desapegada. É um momento de adaptação.
  • Defina destinos para as coisas das quais você precisa se desfazer. Nem tudo precisa ser jogado fora, você pode doar ou reciclar muitas coisas. Assim, ajudará outras pessoas e também o meio ambiente.
  • Quando for fazer a seleção das coisas para se desfazer, organize-as por categoria, não por localização. Por exemplo, separe seus sapatos, blusas, como livros e sapatos. Fazendo isso, você se tornará mais consciente de tudo o que tem e será mais fácil fazer a separação.

Essa prática, além de criar um lar mais positivo, nos ajudar a treinar a enxergar as coisas em nossas vidas com mais consciência. Dê uma chance para uma vida mais minimalista e colha os resultados!


Direitos autorais da imagem de capa: Alex / Unsplash



Deixe seu comentário