publicidade

Terminei meu relacionamento e estou sofrendo muito. O que eu faço?

Eu sei que você está sofrendo muito com o término da sua relação. Eu sei que é difícil lidar com a falta dessa pessoa na sua vida, no seu dia a dia, com o vazio que você pode estar sentindo agora.

Eu sei que você sente que as coisas poderiam ter sido melhores. Você se sente impotente diante dessa situação e isso dói.



A primeira coisa que eu gostaria de dizer a você é que é normal sofrer, isso não é de todo negativo, veja bem:

a pessoa ajudou você a se desenvolver em muitos aspectos pessoais durante a relação, vocês cresceram juntos e, então, você pode ser grato(a) por isso. Fica mais difícil sofrer quando somos gratos pelo nosso passado, pelas pessoas que encontramos e experiências que vivemos.

Ainda assim, é normal, logo após um término a gente sofrer por algum tempo, afinal, a gente gostava da pessoa de alguma forma.

O segundo ponto é que você não necessariamente perdeu a pessoa. Na realidade, a pessoa não era sua.

Vocês dois são seres livres e escolheram estar juntos por aquele tempo. De alguma forma, agora vocês decidiram ou um de vocês decidiu não caminhar mais junto de uma forma romântica. Isso não significa que vocês não se falem mais, ou que não possam ser amigos. Mas se isso acontecer, tudo bem também, porque você pode ter outras amizades.


Talvez agora seja cedo para vocês manterem o contato, talvez vocês ou um de vocês prefira não se ver e se falar agora por conta do sofrimento, mas você pode ver esse momento como um ganho de mais tempo para focar em você. Então, você pode se dedicar mais a si mesmo (a), às suas amizades, ao seu trabalho e aos seus hobbies, por exemplo.

A terceira questão é que pode levar algum tempo para se recuperar do fim. E está tudo bem.

Todo mundo passa por isso. É normal a gente se frustrar porque não é com aquela pessoa que a gente vai seguir até o fim da vida e talvez seja necessário, sim, começar de novo, encontrar uma nova pessoa.

É comum a gente negar o fim, pensar que foi coisa de momento, mas que vocês podem voltar e, sinceramente, só vocês para saberem disso, dependendo da conversa que tiveram ou que ainda possam ter. Só cuidado para não cair em alguma “armadilha”, como por exemplo: na insegurança do outro de dizer não a você e ficar realmente só, esta pessoa ficar “cozinhando” você, ou seja, assegurar-se de que você estará ali quando ela quiser, ainda que ela não ame você, impedindo-o de seguir em frente.


A quarta coisa que eu queria dividir com você é que vai passar!

Você pode aproveitar esse tempo para se gostar mais, buscar o que você gosta, estar em contato com outras pessoas queridas e buscar a sua felicidade. A felicidade não está numa outra pessoa, então você não precisa de alguém.

É claro que é uma delícia dividir momentos a dois e esse momento pode estar próximo de acontecer novamente com você ou não. Você pode escolher se dar um tempo ou você pode sim recomeçar a sua busca por um novo amor, não tem regra. Encontre as suas respostas e aproveite esse momento para se conhecer mais, aprender com o que passou e se fortalecer. Divida com amigos, familiares e, por que não, profissionais que podem ajudar você nesse momento difícil?

Estou torcendo para que tudo dê certo. Confie. Você vai viver o seu amor!

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.