Testes rápidos para coronavírus em farmácias são liberados pela Anvisa

4min. de leitura

Anvisa aprovou, no último dia 28, a aplicação de testes rápidos nas farmácias. Os testes não terão finalidade confirmatória, apenas ajudarão no diagnóstico da doença.



Uma das maiores preocupações das pessoas nessa pandemia de coronavírus é a demora da manifestação dos sintomas. Muitas vezes, nós nos preocupamos se já estamos infectados e transmitindo o vírus para as pessoas ao nosso redor ou nos contaminamos através de alguém em quem ainda não se manifestaram os sintomas.

Felizmente, teremos uma maneira de descobrir mais rapidamente se o vírus está em nosso organismo graças a uma decisão da Agência de Vigilância Sanitária, a Anvisa. De acordo com anunciado no site da Anvisa, no último dia 28, farmácias e drogarias estão autorizadas a realizar teste rápido para covid-19 na população.

O principal objetivo dessa medida, de caráter temporário e excepcional, é ajudar a população a testar-se para o vírus com mais praticidade e também reduzir a alta demanda nos serviços públicos de saúde.

Os testes não serão obrigatórios, e somente estabelecimentos regularizados poderão oferecê-los, e deverão ser realizados por farmacêuticos.


Foi salientado pela Anvisa que os testes rápidos não valerão para confirmar a doença, mas para auxiliar em seu diagnóstico, isso porque, no estágio inicial da infecção, podem constar baixos níveis dos anticorpos e dos antígenos de Sars-CoV-2 na amostra, o que pode gerar falsos negativos.

Além disso, um resultado positivo no teste rápido significa que há presença de anticorpos contra o Sars-CoV-2, o que significa que houve exposição ao vírus, mas não que haja infecção ativa no momento da testagem. Outros exames são necessários para confirmar a contaminação.

Os resultados dos testes devem ser interpretados por um profissional de saúde, considerando informações clínicas, sinais e sintomas do paciente, além de outros exames.

Apenas o teste rápido não é suficiente para trazer nenhuma resposta clara, é apenas mais uma informação.


A liberação do resultado dos testes rápidos demora de 10 a 30 minutos, de acordo com a Anvisa, e a amostra de sangue é coletada da ponta do dedo, assim como no teste para diabetes.

Essa é mais uma arma a nosso favor, e que, se aliada a todos os cuidados que já conhecemos, pode nos ajudar a enfrentar a realidade com melhor preparo.

Compartilhe a novidade em suas redes sociais e continue fazendo a sua parte para acabar com a crise!

 

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.