Notícias

Tiago Leifert diz que revelou câncer da filha após piora: “O tumor reagiu”

Foto: Reprodução
Tiago Leifert diz que revelou cancer da filha apos piora

Em janeiro, Tiago Leifert revelou que sua filha, Lua, está com um câncer raro nos olhos. O que os fãs não sabiam até agora é que, no momento em que gravou o vídeo, ele havia acabado de receber uma notícia ruim dos médicos. Segundo o apresentador, o fato de estar “p*to” com a doença foi um fator importante na decisão de tornar o problema público.

“Para mim, era o fim do mundo aquela situação que a gente estava vivendo em janeiro. Ela foi diagnosticada em outubro e em janeiro a gente teve uma notícia de que não gostou. Houve uma recidiva. O tumor reagiu em janeiro”, relembra, em entrevista a Fred no podcast “Fala, Brasólho!”.

Tiago afirma que, para os médicos, a piora não foi tão grave em comparação aos outros casos da doença — mas isso não o impediu de se preocupar.

O jornalista conta que foi isso o que motivou a decisão de falar sobre o câncer em público: “Estou p*to com essa p*rra. Eu tenho raiva. Minha filha está doente. Então, vou dificultar a vida [dessa doença]. Não quero que ninguém, nem a pessoa mais filha da p*ta do mundo, passe pelo que a gente passou hoje, que chegue lá e receba uma notícia ruim no meio do tratamento. Porque derruba. Vamos declarar guerra a essa m*rda”.

“Se a gente salvar uma criança que foi diagnosticada, para mim, valeu. Eu vou rir da cara desse troço, vou falar: ‘trouxa, otário, tomou’. Bem feito, mexeu com a criança errada. Aqui, não. Tem que ter o momento que a gente vai para cima. E eu estava com raiva. E de lá para cá, acho que umas seis crianças foram diagnosticadas antes da hora, antes do que seriam por causa da Lua.”

Tiago conta que conheceu uma das crianças diagnosticadas com antecedência na corrida do GRAACC (Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer) que apadrinhou nesta semana com a esposa, Daiana Garbin.

Ele afirma que, mesmo na situação difícil, não trocaria a experiência por nada: “Essa é a missão para ter a minha filha comigo? Vambora. Eu aguento tudo. Não troco uma sessão dela de quimioterapia por nada. Sei que é ruim, claro que a gente não queria estar lá, mas eu amo aquele momento de estar com ela”.

“Mesmo nos momentos mais difíceis, as coisas mais bizarras que a gente está passando, vale muito a pena porque é ela, porque ela está com a gente. Ela é demais. A pequenininha é sensacional.”

0 %