TODA INTUIÇÃO LEVA AO DESTINO. NO FUNDO, NÓS JÁ SABEMOS AQUILO QUE PERTENCE AO NOSSO TEMPO…

Falando Sobre Essência….

Toda intuição leva ao destino. No fundo, nós já sabemos aquilo que pertence ao nosso tempo.

Bem lá no fundo, nós nos guiamos para a verdade que habita a nossa alma e existência. E essa verdade que sempre nos conduz ao esperado, como estrela-guia, como chama dos mestres que nos observam de outras dimensões.

Mas O que a gente precisa é reconhecer que nós nunca nascemos, nós sempre fomos CONSCIÊNCIA que vai sendo aperfeiçoada ao longo da eternidade de nossa alma. Quando vivemos em essência reconhecemos isso, vivemos por sermos quem somos – únicos – e não pelo o que a sociedade diz que somos. Aprenda que os princípios da alma e as leis do cosmo são mais antigos que os princípios humanos.

TODA-INTUIÇÃO-LEVA-AO-DESTINO-FOTO-

Há um momento que descobrimos um novo mundo dentro da gente. Um mundo onde não apenas o observamos, mas o lideramos. É aquele momento que nos libertamos, nos conduzimos, buscamos o silêncio e percebemos que o que realmente precisamos está dentro de nós.

Quando você descobre a sua essência e se liberta das amarras do que pode e não pode nos seus próprios limites, aquém do que os outros dizem, descobre que há um mundo maravilhoso que apenas você pode tocar e em algum lugar algo incrível está para acontecer apenas por você. É estar nu de dogmas, mas protegido pela armadura da consciência espiritual.

Um dia a gente percebe que a melhor forma de entender o mundo é fechar os olhos e enxergar com os “olhos” da mente. No interior do nosso ser, quando percebemos a essência, que percebemos a verdade de tudo que nos rodeia. E então, aprendemos que formas são só formas e no nosso interior conhecemos a plenitude do que realmente é viver e conviver.

O equilíbrio é sempre na conexão do EU com o TODO, de dentro pra fora, até que sejamos um só para algo maior. A realidade passa a ser apenas entre nós e o cosmo.

TODA INTUIÇÃO LEVA AO DESTINO - FOTO 02

Percebemos que sempre fomos parte e complexidade. Complexos por dentro, mas apenas parte para quem não conhece a nossa essência. Outras vezes, fomos complexos para quem nunca conseguiu entender nas entrelinhas como somos. Poucos sabem ler além da face. Então aprendemos que todo o resto que tentou nos controlar, desafiando nossa coragem, é ilusão e superficial e apenas no aprendizado de viver em essência com nós e a capacidade de enxergar os outros pela sua essência, que vibramos na maior frequência possível da existência.

Aprendemos a ser companhia de nós mesmos, como ver além e assim, ser além.
Nós aprendemos como ser realmente a consciência da vida. A sermos fortes por sermos capazes de enxergar quem realmente somos e não “máquinas”.

Quando descobrimos que vivemos em essência descobrimos o quanto maravilhosos somos, sem os julgamentos dos outros, porque aprendemos a viver apenas pelo julgamento de Universo que é o único que conhece a história da nossa alma.

Permita-se viver em essência e apenas isso e sua vida fluirá.



Deixe seu comentário