Todas as pessoas são merecedoras de todas as maravilhas existentes ou imaginadas!

5min. de leitura

Há sempre um novo começo, disponível para todos nós! Todas as pessoas são merecedoras de todas as maravilhas existentes ou imaginadas!

Sou uma pessoa de palavra, aquela que cumpre o que diz e também de palavras, aquela que se deixa seduzir por elas. Assisti a uma entrevista onde o entrevistado dizia mais ou menos isso: o artista é assim, ele quer seduzir o mundo. Essas frases de efeito sempre mexem comigo, na medida em que me sinto em cumplicidade com a verdade e que me fazem parar e pensar.



Observadora do cotidiano e filósofa de esquina, eu concluo que, então, somos todos artistas, mais ou menos na medida do nosso entendimento e da nossa reação ao que vemos, ouvimos e sentimos em cada instante.

Queremos seduzir o mundo, queremos amar, ser amados, aceitos, queremos deixar nossa marca, transgredir regras, fugir do lugar comum.

Nessa questão, todos somos um, queremos fazer a diferença, e ter a ilusão de que estamos encantando tudo, seduzindo um mundo de gente; é a tal da sempre presente, necessidade de aceitação.

O artista profissional é aquele que cria, que vive num mundo mágico embalado pela emoção do momento, é o que irradia paixão e plenitude, mesmo sentindo também insegurança e medo do fracasso, mesmo sabendo que o risco pode trazer tristeza, aspereza e dor, ele se joga, ele se atira, ele se entrega com fervor, dá a cara a tapa em prol do: “ pode ser que dê certo”. Ele persevera, segue em frente, é movido por uma ânsia de realizar, de passar uma mensagem, mesmo que também precise as vezes, de uma imagem positiva de sucesso, porque ninguém é perfeito, a ponto de se ausentar totalmente do ego.


Aliás a perfeição é chata. O exagero é insano. O radicalismo é absurdo. A crítica negativa só serve para desestimular o outro, já o contrário opera milagres.

Todas as pessoas são merecedoras de todas as maravilhas existentes ou imaginadas, só que algumas ainda estão num grau de desenvolvimento lento e não conseguem reconhecer essa verdade.

Essa verdade de que merecem e que podem contribuir com amorosidade para o desenvolvimento do planeta.

Temos uma eterna necessidade de aceitação, de termos nosso valor reconhecido, como se nós, seres humanos, fôssemos mercadoria sujeita à análise de mercado.


Somos todos artistas, se não profissionais, amadores, colaborando uns com os outros não só pela sobrevivência física mas principalmente pela do espírito, alma, coração, chame você do que quiser. Estamos eternamente buscando meios de seduzir, encantar, fazer vibrar uns aos outros. Nossa realidade virtual ultrapassou a real, medrosos que estamos da vida que pulsa e gera situações fortes, onde quase nunca temos, mas sempre queremos o controle, seja remoto, dos games, dos relacionamentos, da família, de tudo enfim, descontrolados que somos em relação a todos os conhecimentos, informações e mistérios do mundo que nos cerca.

Que a gente consiga um dia, cada um e todos, em mansidão, seduzir o mundo com a nossa paz, com a nossa união. Fazer mais, ao invés do tanto faz (de sempre).

Que sejamos mais artistas, menos malabaristas anônimos nos sinais de trânsito da vida, que sejamos sempre os sedutores oficiais, oferecendo aos demais, gestos solidários de carinho, amizade e compreensão.

O melhor carinho é no coração, que, às vezes, esquece de se entusiasmar, pulsando lento pela vida afora.

Que o mundo tenha jeito e que cada um, com o seu imperfeito que, na verdade, é perfeito, supere suas inseguranças e suas travas para o bem comum.

Há sempre um novo começo, disponível para todos nós, artistas dispostos a criar nosso próprio cenário, atuantes personagens nessa vida que clama, que chama para a plena felicidade.

Aceite o convite! Acredite! Faça disso a sua verdade.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.