Comportamento

Todo mundo está fazendo o melhor que pode (acredite ou não!)

todo mundo está fazendo o

Aqui está uma suposição para  você levar como verdadeira: todo mundo está fazendo o melhor que pode, com base em onde estão, o que sabem e no que acreditam.



No entanto, eu não costumava acreditar nisso.

Por exemplo, eu costumava ficar absolutamente estressada quando os pedestres atravessavam lentamente na frente do meu carro. Isso me enfurecia profundamente.

“Por que eles não se apressam? Será que não estão me vendo aqui?, eu costumava pensar.


Conforme eu me desenvolvi através da Lei da Atração,  vi comportamentos como este sob uma nova luz.

Hoje, eu sei, sem sombra de dúvida, que todos estão fazendo o melhor que podem. Cada um de nós está constantemente e literalmente, fazendo as escolhas que acredita ser melhores.

Por exemplo…

Vou relacionar esta tese com meu eu mais novo. Em meus vinte anos, eu não era uma “pessoa positiva”. Em vez disso, estava cronicamente irritada e estressada.


No entanto, não me via como uma “má pessoa” que estava fazendo “más escolhas”. Não sabia que minha atitude pessimista causava estragos na minha vida.

Eu acreditava que estava vendo o mundo com precisão, e estava correta em meus pressupostos negativos. Acreditava que era realista e honesta.

Através das lentes de hoje, posso ver como minha lógica era desvantajosa para mim.

No entanto, independentemente de como minha vida mudou desde a adoção de um estilo de vida mais positivo, uma coisa permaneceu constante. Não importando onde estive na vida, sempre fiz o que eu acreditava ser de meu melhor naquele momento.


Durante muito tempo, essas ações incluíram noitadas e festas intensas. Eu não via essas influências ruins, as via como coisas que me permitiam relaxar,  divertir e lidar com o mundo negativo em que vivia.

Embora muitas pessoas vejam essas atividades como autodestrutivas, eu não as via. As via como ações que me beneficiavam muito. Para mim, essas eram atividades necessárias que me permitiam viver a melhor vida que eu podia.

Eu acreditava que noitadas fariam de mim uma pessoa mais feliz, mais social e mais divertida.

Hoje, felizmente, aprendi que posso ser verdadeiramente feliz, sem esse tipo de influências. Mas, quando você não conhece essa verdade, essas coisas podem parecer uma benção, em vez de uma maldição. Tenho certeza de que muitas outras pessoas entendem essa lógica.


Outro exemplo…

Vamos voltar ao exemplo dos pedestres com movimentos lentos.

Hoje, vejo os movimentos lentos do mundo de maneira diferente. Não só  tornei-me uma entusiasta da Lei da Atração, mas também uma mãe, e alguém que teve que lidar com a dor crônica. Essas experiências deram-me  uma ótima visão sobre a ideia de que todos estão fazendo o melhor que podem.

Agora, quando vejo pedestres lentos, lembro-me de que cada pessoa que encontro está fazendo o melhor que pode.


Esse cara que está se movendo no ritmo de um caracol? Pode estar lidando com severas dores nas costas ou nos joelhos. Enquanto eu estou dirigindo confortavelmente no meu carro, ele pode estar lutando para atravessar a rua. Ele pode se beneficiar de meu amor e compaixão, e não meus olhos raivosos.

Aquela mãe que está empurrando o carrinho devagar? Provavelmente está exausta de cuidar de um bebê carente. Ela tem coisas muito maiores para lidar do que minha impaciência de julgamento.

Moral da história: Dê um tempo a todos, inclusive a si mesmo. Todos estamos fazendo o melhor que podemos.

______


Traduzido pela equipe de O Segredo  Fonte: Raise Your Vibration Today

Direitos autorais da imagem de capa: kegfire / 123RF Banco de Imagens

Não seja você um ladrão de si mesmo e um assassino dos próprios ideais.

Artigo Anterior

De acordo com estudo, pessoas neuróticas podem realmente viver mais

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.