ColunistasO SegredoReflexão

”todos nascemos originais e morremos cópias.” – jung

O certo não seria viver bombardeado de informações? Ou seria?



Hoje pela manhã aprendi talvez o que meu pai tenha levado a vida toda pra me explicar: que não precisamos de nada, além da natureza…

Ele estava capinando e me disse: “é aqui me desestresso, não preciso nem capinar só de olhar isso nem que seja 15 minutos por dia me deixa feliz”…

Tal qual nós, incrivelmente me senti mais leve depois de ter ficado em contato com a natureza, você não precisa se embrenhar dentro do mato não, se tiver barulho de pássaros a sua janela, ou simplesmente árvores remexendo os galhos ao vento, seu caminhar será seu…


Com isso também, percebo o quanto somos bombardeados diariamente com e-mails, redes sociais dizendo: faça isto, leia isso, viva assim, faça assado…

E você amigo, talvez assim como eu, tenha as vezes a sensação de estar vivendo adormecido, porque muita coisa entra, mas o que sai: sim o que sai de você?

Você quer aquilo que faz ou apenas o faz porque outros o fizeram e leu em algum lugar que seria bom, e o faz mesmo sentindo dentro de ti que não vem de dentro…

Mas pra vir de dentro é preciso sentir com o coração, e isso é tarefa árdua, mas só você pode descobrir como e por quê fazê-lo, despertar em ti teu verdadeiro eu.


E não há nada mais gostoso do que ir atrás, ao invés da informação vir até você, essa necessidade deveria partir de ti, assim como na nossa educação não somos criados para sermos autodidatas, mas sim dependentes de um sistema até mesmo na hora de decidirmos o melhor a fazer com essa preciosidade que temos: a vida!

Uma cópia que li por ai..rsrs..

”Todos nascemos originais e morremos cópias” (Jung).

Boa semana! Boa sorte! Boas energias!


O que eu espero de um homem… Ou não.

Artigo Anterior

Continue reclamando e me diga então o que mudou…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.