ColunistasComportamento

Tomar algumas decisões na vida não é fácil, mas é necessário para não sofrer

tomar decisões

Seja no campo profissional ou pessoal, não adie mais a decisão de pôr um fim no que lhe faz sofrer.



Antes de tomar qualquer decisão na sua vida, refletir é importante, mas conversar e ouvir sua voz interior são essenciais. Quantas vezes estamos diante de um problema e fazemos de conta que nada está acontecendo. Relutamos tanto que o sofrimento se torna inevitável. Seja pela ação ou pela omissão, sempre estaremos fazendo uma escolha. Mas há momentos na vida em que precisamos decidir e enfrentar o problema de frente para não adoecer.

Antes de tomar qualquer decisão na sua vida, refletir é importante, mas conversar e ouvir sua voz interior são essenciais. Diversos aspectos devem ser levados em conta, mas quando algo estiver lhe fazendo sofrer muito, é hora de reagir e pôr um fim.

Coloque para fora o que sente. Verbalize seus pensamentos e questionamentos. Muitas vezes, quem está do outro lado realmente não está entendendo o mal que está lhe causando.


Quando você decidir, perceberá o quanto você demorou, mas que foi a melhor coisa que poderia ter feito. Verbalize!

Isso não é se livrar do problema e sim encarar o problema de frente. Assumir todos os riscos, mas com a certeza de que você fez tudo que estava ao seu alcance para resolver. Você estará dando ao outro a oportunidade de escolha, uma última chance.

Você se sentirá leve. Poder agir conforme seu coração pede é reconfortante. Estará sendo sincero consigo e com o outro.

Seja no campo profissional ou pessoal, não adie mais a decisão de pôr um fim no que lhe faz sofrer. A vida é curta demais e, muitas vezes, somos nós que a complicamos pelo simples medo de machucar o outro.  Quando estiver nessa condição, lembre-se primeiro de respeitar você e seus sentimentos. Amor-próprio nunca fez mal a ninguém, ao contrário: só podemos amar verdadeiramente alguém quando nos amamos primeiro. É amando a si mesmo que você dá ao outro a chance de perceber o quanto você é especial e que deve amá-lo na mesma proporção. Agora se, em vez disso, você tentar se moldar ao outro sem ter sua própria personalidade e vontades, você será alvo fácil de decepções, pois ficará esperando um reconhecimento, que nunca virá.


Faça um balanço de tudo de bom que lhe aconteceu e o que o fez mudar de opinião para chegar ao ponto de pôr um fim. Redimensione os prós e os contras e decida pelo que o faz feliz!

Tomar algumas decisões não é nada fácil, principalmente quando estamos muito envolvidos no contexto, mas somente você poderá ter essa iniciativa.

Ninguém pode nem poderá fazer isso por você. Na dúvida, escute seu coração e decida por você, decida ser feliz!



Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: prostooleh / 123RF Imagens

Você não é obrigado a nada!

Artigo Anterior

Nossos filhos precisam de amor, nada mais!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.