Bem-Estar e SaúdeDesenvolvimento PessoalPsicologia

Tranquilidade e harmonia: como desenvolvê-las?

TRAQUILIDADE

Por Soraya Rodrigues 



Inicio esta pequena reflexão com uma pergunta simples, porém importante:

Você compreende seu funcionamento emocional e sabe qual é o seu ponto de equilibrio? Hoje em dia, tem aumentado muito o numero de pessoas ansiosas e depressivas.

Como consequencia sao angustiadas, sendo muitas as consequencias psicossomaticas. Em nenhum momento da historia tivemos tanto desenvolvimento tecnologico e tantas facilidades. No entanto, temos um enorme vazio existencial, nos sentimos confusos e perdidos. Porque isto acontece?


O que fazer? Todos desejamos paz e tranquilidade, mas muitas vezes somos contraditòrios, pois nao contribuimos pra esta harmonia que tanto desejamos vivenciar diariamente.

A busca desenfreada, o consumismo, o querer ter a todo custo, as convivencias desarmonicas com os outros, as satisfaçoes temporarias que nao nos preenchem…

Nao importa o quanto voce leia ou escute sobre conscientizaçao ,movimento interior de realizaçao do ser,etc, se dentro nao acontece, se nao internalizamos o que sabemos, se nao colocamos em pratica na nossa rotina diaria o conhecimento disponivel.

Um conhecimento somente passa a ser real quando é vivenciado através do prisma das possibilidades emocionais em sua praticidade e através das aprendizagens vivenciadas nas experiencias diarias.


As dificuldades e as exigencias do nosso mundo atual tambèm nao colaboram para um estado de plenitude, mas voce pode organizar seu “mundo interno” através da observaçao do que te traz harmonia.

Voce deve descobrir o seu ponto de equilibrio e isso é totalmente personalizado. Aos poucos, com pequenas mudanças, se vai modelando os padroes de sentimento, de comportamento, as representaoes mentais vao tomando um novo espaço, coerente com a nova proposta de vida. Para ter a tranquilidade que tanto buscamos nao é necessario esforço homérico.

Trabalhe seus sentimentos toxicos, liberte-se deles. O lixo emocional limita nossa paz interior, nos tornando amargos e infelizes. Busque praticar açoes generosas, exercite o amor ao pròximo e o exercicio do bem, mas sobretudo busque seu proprio auto-conhecimento. Procure entender como voce funciona, quais aspectos psicologicos voce necessita elaborar, quais habitos voce precisa internalizar para atingir uma vida mais satisfatoria e feliz.

Nunca esqueça que o sofrimento é sempre produto da ignorancia, sendo muitas vezes nòs os geradores destes mesmos sofrimentos que tanto desejamos nos desvencilhar. Temos a tendencia, por um processo de aprendizagem, em explicar tudo que nos acontece sempre de uma perspectiva externa. A abordagem deve ser sempre sistemica, relacional.


Precisamos nos propor a experimentar um novo pradigma dos fatos, uma visao nova da vida que seja geradora de bem-estar, paz e tranquilidade. Precisamos romper paradigmas e perceber os acontecimentos de uma nova perspectiva pra desenvolvermos a paz que tanto desejamos.

Trabalho interno é a palavra-chave. Nao espere que as coisas mudem. Nao espere que o tempo resolva. A mudança começa em nòs e a partir de nòs”.

Soraya Rodrigues -Psicóloga –  www.consultoriapsi.net


A cura espiritual é o retorno à plenitude no nível da alma

Artigo Anterior

Como fazer um homem correr atrás de você – técnica da raposa:

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.