7min. de leitura

Tudo é energia! O equilíbrio e a paz interior

Diversas tradições antigas, religiões e a própria física quântica afirmam que tudo é energia. Nós, inclusive, somos formados por campos de energia.  Compreendendo o que ela significa, fica muito mais fácil expressarmos não apenas o equilíbrio da mente, mas do todo de nosso ser. 


Tudo é Energia

E = m.c², sendo que “E” é energia, “m” refere-se a massa e “c” simboliza a velocidade da luz no vácuo.

Parece complicado, né? Então vamos simplificar, afinal todos nós sabemos que:

O combustível é a energia que permite a locomoção do automóvel.
A eletricidade é a energia que acende a lâmpada.
O vento (ar em movimento) gera a energia eólica.


Fica claro que energia é movimento de algo, certo? Na própria fórmula, fala-se em velocidade e massa (ou matéria). E aí pergunto: o que é a vida?

Hum…

Ao invés de filosofarmos sobre o assunto, que tal considerarmos a morte de um órgão de nosso corpo? Ela acontece quando cessam suas atividades biológicas. Ou seja, a morte acontece quando o movimento acaba definitivamente. Portanto, somente existe vida quando há movimento. E como movimento está relacionado com energia, logo vida se relaciona com energia. Esse entendimento simples já é suficiente para que possamos seguir adiante.



Arte como metáfora da vida

Agora imagine um ator no palco de um teatro lotado. Seu propósito é se apresentar em um espetáculo que emocione o público. Para tanto, ele tem que decorar um texto, movimentar-se de acordo com marcações previamente definidas, estabelecer relação com a plateia, trocar de figurino em tempo curtíssimo… Será que se ele ficar pensando freneticamente em tudo o que tem a fazer conseguirá seu propósito? É claro que NÃO!!!

Para atingir a verdade cênica, o ator precisa abrir-se a um estado de prontidão, sensibilidade, presença no qual esteja consciente das ações que precisa executar. É isso o que faz com que se torne um canal para o fluxo energético de seu espetáculo teatral. Ou seja, o ator é só uma parte de algo maior: o espetáculo.

E como o ator atinge esse estado de consciência de “não-pensar”? Abaixo segue um exemplo com algumas possibilidades para o processo de trabalho do ator:

TABELA CAMPOS DE ENERGIA fnl


Como atuam os campos de energia

Ou seja, esse artista é formado por quatro campos de energia e seu trabalho é composto por uma série de etapas que não se reduzem a um modelo de receita de bolo, na qual a ordem dos ingredientes deve ser seguida à risca: aqui falamos de etapas não-lineares, não-cartesianas, porém interligadas.

Talvez você esteja se perguntando por que estou falando tudo isso. Lembra-se de que começamos perguntando o que é a vida? Como a arte é uma metáfora da vida, pode nos ajudar a entendê-la um pouquinho melhor.


 Conexão entre os Campos de Energia

Agora vamos olhar para essa mesma pessoa, o ator, mas esquecendo sua profissão. Ele, você, eu, também somos formados pelos mesmos quatro campos de energia.

Você já se pegou pensando em algo que chega a ter vergonha de dizer? Algo que você não gostaria de pensar? Já se deu conta sobre a quantidade de pensamentos que passa por sua cabeça em um único minuto? Muitas vezes nós nos comportamos como um ator que pensa, ao mesmo tempo, em todas as ações que tem de fazer em cena. E quando agimos assim, não estamos em fluxo, não há harmonia em nossa vida.

É possível tornar nossa relação com os pensamentos mais saudável? Ter maior domínio sobre eles? A resposta é SIM!!! No entanto, utilizar exclusivamente o campo mental, ou seja, novos pensamentos, seria como travar uma batalha contra nós mesmos: o mesmo que oferecer uma vaga de balconista de bar a um alcoólatra.

E por que não explorar outros campos? Você já deve ter ouvido falar que antes de prestar vestibular (momento de uso intenso da mente) é importante cuidar do corpo através de uma alimentação adequada e sono por cerca de 8 horas. Também é comum as pessoas dizerem que quem ama fica com a pele mais bonita. Portanto, o amor enquanto sentimento, que reside predominantemente no campo emocional, afeta diretamente o campo físico.

Bem, voltando aos pensamentos: já que são eles os responsáveis por sentimentos como a tristeza, deveríamos tratá-los como os vilões da história? Não!!! Afinal são também eles os responsáveis pela alegria, do mesmo modo que os sentimentos podem influenciá-los. Os campos estão inter-relacionados não-linearmente entre si, lembra?


Alertas da alma

Também temos o exemplo clássico dos músicos que compõem suas melhores obras, explorando elevadíssimos níveis de consciência criativa quando passam por decepções amorosas. É muito comum artistas atrelarem sua alta criatividade a estados depressivos ou de dependência química, ou seja, em total desequilíbrio com o campo físico.

Problemas, doenças, e outros negativismos são alertas de nossa alma, são desafios a serem vencidos que sempre têm algum propósito de evolução. Por isso, quando passamos a considerar em pé de igualdade a inter-relação de nossos campos de energia, fica mais fácil promover harmonia à vida e torná-la mais plena de significados e sentidos.

E como tudo é energia, escolho trabalhar com a psicoterapia transpessoal com abordagem terapêutica, para que a partir de uma experiência energética de autoconhecimento e expansão de consciência, possamos viver com mais equilíbrio e paz interior.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: deklofenak / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.