Tudo em nossa vida ocorre por sincronicidade, por mérito de onde focamos a nossa energia



Estranha essa decorrência da vida onde trocamos os valores por apegos, até aprendermos que tudo passa.

Talvez seja isso, seja parte do karma de receber tudo aquilo que fazemos é seguir apenas o tempo presente.

Conhecemos pessoas por instantes e podemos fazer de instantes todas as crueis ou boas lembranças.

Ciclos acabam e recomeçam a todo instante e ensinamentos do que passou, querendo ou não, acabam por reviver em nosso coração.

É passado o tempo para florescer a alma e tudo o que aprendemos de bom ou melhor acabará não servindo apenas a nós.

Novamente o ciclo da vida nos mostra como tudo é mutável. O que é capaz de encher o nosso ego e o que é capaz de suprir a nossa alma. Somos vícios e carícias e puro ensinamentos pro bem ou para o mal.

Então, um dia quando percebemos que tudo faz parte como evolução, percebemos que nem tudo são perdas e nem todos estiveram tão alto ou tão baixo, mas consequentes da própria jornada.

Alguns vieram para nos guiar, como guiamos outras vidas sem muito perceber…

Somos instantes de aventuras e aprendizados. E no perfeito equilíbrio nós fomos a melhor peça de um quebra-cabeça. Era o que faltava.

A vida também nos ensinou que deve ser medida. Ela nos dá aquilo que precisamos e nos apresenta aqueles responsáveis por nossas mudanças, quer sim, quer não. Como nos tira o que está sobrando ou desperdiçamos.

Quando entendemos a sintonia de como ocorrem as coisas livramos nossa mente daquilo que ofende nossa alma.



Tudo em nossa vida ocorreu por sincronicidade, por mérito de onde focamos a nossa energia.

Fomos direcionados a iluminar caminhos, como alguns nos guiaram também. Mas alguns vieram apenas para uma função.

De acordo com seu despertar, você será LUZ ou será predestinado a enxergar os sinais que a vida lhe dá para melhorar a si mesmo.

Na vida, a harmonia se dá por altos e baixos. Por experiências que evoluem nosso espírito e despertam nossa alma.

Na jornada particular que temos, todos caminham juntos até aprendermos a voar por nós mesmos. 

Todo o texto faz parte do livro “O Segundo Horizonte” de Suzy Hekamiah



Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: merls / 123RF Imagens






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.