3min. de leitura

Tudo o que é possível é também impossível!

É muito instigante saber que quando participamos da vida temos em mãos um quebra-cabeça. Se você ainda não o descobriu fique atento, pois ele já se encontra presente, basta apenas que seja visto com “outros olhos”. Para quem não gosta desse tipo de “enigma” terá que se acostumar.



Há seis anos descobri que tinha esse quebra-cabeça. Recebi através de um sonho a primeira peça. Sem compreender o que poderia significar, apenas anotei o que havia acontecido no meu diário dos sonhos.

Algumas semanas passaram e aconteceu algo que tinha a ver com o sonho, como se “alguém” mandasse me entregar uma pista para encontrar a segunda peça. O evento me intrigou de tal maneira que quando percebi estava envolvida num emaranhado de coincidências.

TUDO O QUE É POSSIVEL É TAMBÉM IMPOSSIVEL - FOTO DE CAPA E DE DENTRO


Percebi então que o plano das emoções (interior) possui uma ligação com o plano físico (exterior). O que pensava, sonhava ou até mesmo sentia, manifestava-se fisicamente.

Refletindo a respeito cheguei a conclusão de que o impossível não passa de uma palavra a mais no dicionário. Se a dualidade existe então tudo o que é possível é também impossível. Só de imaginar algo impossível de acontecer estamos criando um padrão mental de ideias que achamos nunca terem sido pensadas e justamente por pensar sobre o impensável criamos um novo padrão de ideias.

Esse padrão mental é o responsável por me deixar alerta em relação aos sinais que o universo envia de modo tão sutil que uma pessoa que ainda não descobriu as coincidências pode achar que não passa de um evento rotineiro. Esses pequenos milagres tomaram conta da minha vida de modo mágico e impactante que hoje já não sou mais quem era, mas o que ainda busco.


 

Você sabia que O Segredo está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.