ColunistasReflexão

Tudo que é demais, sobra!

TUDO QUE É DEMAIS SOBRA site 1

Nada em excesso é bom. A teoria de que o equilíbrio é sempre a melhor opção, todos sabem.



Sempre nas headlines, nos livros e nos papos entre amigos. Mas entender e aplicar este balanço não é tarefa fácil! E não é mesmo!

O excesso de alegria, chato.

Reclamações, pode parar.


Exageros de declarações, ui!

Opiniões, sugestões, lições… quem pediu?

E assim vai…

Falar demais. Comer demais. Restringir-se demais. Trabalhar demais. Cobrar-se demais. Julgar demais. Gabar-se demais. Quieta demais. Coisas demais. Preconceito demais. Malhar demais. Comer demais. Explicar demais. Piadas demais. Criticar demais. Elogiar demais. Devagar demais. Rápido demais. Pensar demais…


Vazou! O copo encheu! Tudo que é demais, sobra!

Como está a balança? Como está o equilíbrio da vida? Estamos “sobrando”?

Engraçado como no meio de nossas loucas rotinas, apenas vivemos. Deixamos a água correr seu curso. Planejamos carreira, atividades dos filhos, viagens e alguns projetos de vida.

Mas, muitas vezes, não planejamos nós mesmos.


A planilha de exercícios da academia pode estar até feita e sendo cumprida, mas não planejamos pequenas coisas que envolvem nossa própria personalidade.

Enxergar-se, entender-se, respeitar-se e, consequentemente, respeitar ao próximo são benefícios destas nossas autoavaliações. Introspecções importantes para o nosso próprio bem-estar.

Devemos entender nossos exageros e trabalhar nossos excessos. Seja sozinho para quem consegue, com terapeutas para quem pode, com família para quem tem dialogo ou com amigos para quem tem bons.

Porque a vida passa exageradamente rápido e não queremos passar por ela sobrando.


Por Cintia Almeida que adora um menos é mais.

____________

Direitos autorais da imagem de capa: vadymvdrobot / 123RF Imagens


A estranha atração de algumas mulheres por homens que estão no fundo do poço.

Artigo Anterior

É possível viver um relacionamento “longe dos olhos, mas perto do coração”?

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.