Tudo tem seu tempo Divino…

Foi de um professor que eu ouvi pela primeira vez a expressão “tempo divino”.

Eu frequentava uma classe de curso preparatório para concursos públicos. Era o primeiro dia de aula e o professor usou esta expressão para explicar um conceito fundamental para quem tem um grande projeto: tudo tem o seu próprio tempo!

De nada adianta antecipar resultados infestando a mente com pensamentos que só fazem perder o foco no que realmente interessa.

Quem se prepara para o ENEM, vestibular, concurso público ou outros exames precisa ter em mente que o foco deve estar no presente e em si mesmo. Nos sentimos tentados a contar candidatos e a se culpar por eventuais fracassos. O professor era um referencial de quem chegou lá. Ele tentou quatro vezes o mesmo concurso público, duas delas “batendo na trave”. Enfrentou o medo de um novo fracasso. Abraçou a fé incondicional que, se fizesse sua parte, faltava apenas o tempo divino.

Os antigos gregos referiam-se a tempo divino como “kairós”. A mesma palavra é utilizada na Bíblia para indicar que tudo aquilo a que nos empenhamos é concedido no devido tempo.

Existe um tempo divino para a semente virar flor. Existe um tempo divino para cada vida florescer. É preciso lembrar que cada conquista tem seu próprio tempo de colheita.

Em alguns momentos sentimos o peso da estagnação, como se nada na vida andasse, em especial, nossos mais preciosos projetos! A sensação de tempo que não anda tem a ver com a ansiedade. Sabe o que ela faz com a semente de nossos sonhos? Remexe a terra antes que a semente arrebente, antes que o broto verde esteja forte para buscar a Luz.

Ansiar significa antecipar. A mente vive no tempo futuro, mas, o sonho, onde ele vive?! No momento presente!

Para se conectar ao seu tempo divino, tudo o que você precisa fazer é focar em si mesmo! Dê o seu melhor!

Dê a si o que você quer é passar em um concurso, estude. Analise quais são seus pontos fortes e fracos e de especial atenção a estes últimos. Estudo com qualidade, pensando em superar seus próprios limites e não em vencer uma suposta concorrência.

Embora vários candidatos disputam a mesma vaga, ninguém está efetivamente concorrendo, senão, consigo mesmo. A batalha, de verdade, nunca acontece fora, mas, dentro da gente! Então, estude! Se der o melhor de si agora certamente fará o mesmo no momento da prova.

Se seu desempenho não resultar em aprovação, não desista! A ordem divina talvez queira que você tenha mais um ano para se preparar e amadurecer no processo. Nossa percepção da realidade é ínfima se comparada a percepção da Mente do Universo. Tudo acontece no seu próprio tempo! Portanto, afaste-se da tentação de julgar e criticar. Quando você decreta que isso não é para você, jamais será! Perdoe-se, levante a cabeça e siga em frente!

A regra de ouro para viver seu tempo divino é confiar.

Confiança não é um sentimento, mas, um estado de espírito. Tem a ver com a fé. Aliás, a palavra, no sentido etimológico, significa “com fé”.

Quem tem fé não tem dúvida, não questiona, não fica inseguro. O emprego, a carreira, o curso superior em determinada faculdade expressa a verdade do seu coração, nenhuma parte de você pode colocar em dúvida.

Se você duvida que pode, que é capaz ou que merece, pergunte ao seu coração se é isso mesmo o que deseja. Muitas vezes, projetamos os desejos dos outros achando que são nossos. Meu pai aspirava que minha irmã fosse médica e eu juíza de direito. Cada uma de nós perseguiu esse sonho com unhas e dentes acreditando que fosse nosso! Pode ser que o objetivo que você esteja perseguindo não seja seu, mas, uma projeção dos pais, professores, amigos e companheiros.

O que é “da gente” traz a sensação de leveza porque ressoa em nosso coração. O que é dos outros, ao contrário, transmite peso. Parece algo difícil, algo que requer sofrimento e esforço para alcançar.

Quando é do coração não existe dificuldade. Tudo é alegria e prazer. Trocar a saída com os amigos pela noite de estudos não realmente um problema. Cumprir a tarefa comunica um grau de satisfação porque ela conecta ao sonho. Mas, se “é dos outros”, o inconsciente nos sabota. Abrir o caderno é um esforço e fugir das distrações é tarefa quase impossível.

Se você está vivendo essa situação, pergunte a si mesmo: Por que conseguir isso é importante?

Se a resposta for: para fazer meu pai ou a minha feliz, lembre-se que assim como eles fizeram suas escolhas, você deve fazer as suas próprias escolhas.

Se for dinheiro, entenda que o dinheiro é energia de troca. Ele não é finalidade de nada, mas, meio para realizar coisas. Dinheiro não traz felicidade, mas, satisfação pessoal sim!

Estar numa carreira ou num projeto apenas pelo dinheiro pode fazer você se sentir motivado por um tempo, mas, não a longo prazo nem pela vida toda!

Quando você que realizar o bem maior para você e também para outras pessoas, descobre que é possível ter sucesso e ganhar dinheiro em qualquer profissão, pois, todo o universo conspirará ao seu favor.

Isso é viver o seu tempo divino!

Portanto, ouça mais seu coração. Siga confiante no seu tempo divino que infalivelmente chegará!



Deixe seu comentário