Um brinde aos pequenos prazeres da vida, que, somados, compõe a “tal” da felicidade genuína!

6min. de leitura

Um brinde ao seu ‘novo-eu’ e aos novos e maravilhosos tempos que chegaram! Um brinde aos pequenos prazeres dessa vida, que, somados, no fim das contas, compõe a “tal” da felicidade genuína.

Por mais que nossas almas sejam ansiosas por conhecer o mundo e experimentar o maior número de sensações e experiências possíveis nessa vida, com o passar do tempo, acho que elas aprendem a ver a graça e a beleza abscônditas no caos rotineiro.



Passamos a valorizar o Tempo, da forma que ele merece e não mais o desperdiçamos e oferecemos a qualquer um de forma leviana.

Isso nos traz um conforto ímpar. Deixamos, finalmente, de correr desesperados atrás dele e começamos a caminhar lado a lado. O Tempo, então, vira nosso amigo. E não mais um inimigo cruel e implacável.

Essa amizade só nos traz benefícios! Aprendemos com ela a saborear uma boa xícara de café e um pãozinho com manteiga, em nossa própria companhia.


Conseguimos espaço na agenda para uma pizza na casa de amigos queridos, no meio da semana, e para acompanharmos uma amiga nas compras para o bebê que vai chegar.

Estar presente onde queremos estar e para quem queremos estar, é uma dádiva. Não tem preço

O Tempo não tem preço não. Nenhuma moeda existente será suficiente para pagar por ele. A única coisa que o tempo pode nos oferecer é alegria. Se algo custa todo o seu tempo e só lhe dá dinheiro em troca, então você está em um péssimo negócio.

Nem sempre pode ser noite de reveillon. Pode ter queimas de fogos apoteóticas, banquetes fascinantes e todos elegantemente, vestidos de branco, querendo paz. Mas, podemos manter nossas almas sempre vestidas de branco, a fim da paz.


Nem sempre pode ter champagne no gelo, mesas cheias, em um cenário deslumbrante e música ao vivo.

Mas sempre, sempre podemos manter nossa modesta mesa posta e uma música de fundo, baixinha, tocando. Sempre podemos viver com aquela expectativa gostosa da véspera. Manter nossos corações dispostos, felizes e nossas almas cheias de esperança de tempos melhores.

Podemos nos alegrar com os amigos que chegarão em breve e arrumar a casa para recebê-los, bem como arrumar o coração para o novo amor que está vindo.

Sempre podemos desejar coisas boas e manter aquela boa aura de entusiasmo e renovação da.

Sempre podemos começar a traçar novos projetos e crer, com todo o ser, que eles darão certo!

O Tempo, é um tanto relapso. Quem inventou números e calendário, fomos nós, humanos. Mas ele, o Tempo… meus queridos, o Tempo é Divino!

Por isso, agora pode ser a sua véspera de reveillon e de novos tempos!

Está esperando o quê para limpar os armários, doar o que não tem mais serventia para você, jogar fora tudo que está velho e empoeirado tomando espaço nas suas gavetas e no seu coração!

Está esperando o quê para mudar seu visual, seu rumo, sua prosa?! Nunca é tarde para se escrever poesia.

Você não precisa esperar pelo dia 31 de dezembro para se animar, colocar sua melhor roupa, abrir um vinho e encher a casa de flores! Você não precisa passar o ano todo programando férias fantásticas, você pode hoje mesmo fazer um bate-volta para um lugarzinho charmoso perto da sua cidade… às vezes, isso nos relaxa mais do que qualquer resort por aí!

Você não precisa esperar feriados e datas comemorativas para chamar os amigos, para ligar desejando coisas lindas a quem se gosta. Você pode hoje mesmo encaixar uma visita surpresa ou um telefonema surpresa para alguém querido. E isso surte um efeito cascata nas nossas vidas! Quando movimentamos a energia do amor e amizade é uma forma legítima de amor, todas as outras energias se movem também.

Se não se pode ter banquete farto hoje, tudo bem. Faça seu doce preferido, coloque uma roupa confortável com cheirinho de amaciante e se jogue no sofá para apreciar o sabor. Colha flores e coloque ao lado da sua cama, vá andar descalço na grama!

A noite de ano novo dura só algumas horas… mas ainda bem que nossas vésperas podem durar o tempo que quisermos! A contar… de agora.

Um brinde ao seu ‘novo-eu’ e aos novos e maravilhosos tempos que chegaram! Lembre-se: quem determina a hora em que as mudanças vão ocorrer nas nossas vidas somos nós e somente nós.

Cada ser tem seu relógio biológico próprio. Preste atenção nele e siga-o sempre. Esqueça um pouco “aqui fora”… aqui só temos cronômetro.

Quem dita o seu tempo é o seu coração.

Um forte abraço!

Bruna Stamato


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: ammentorp / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

* Matéria atualizada em 02/08/2018 às 7:04






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.