AmorO Segredo

Um café e um amor… quentes, por favor!

Sem excessos de doçura ou amargura.



Forte
Doce…
Que ambos façam meu coração acelerar.

Que me mantenham vivo.

Um café e um amor… Quentes, por favor!
E que de nenhum deles eu sofra de vício,
Mas que de ambos,


Eu possa me dar ao luxo do hábito.

Um café e um amor… Quentes por favor!
Pra ter calma nos dias frios.
Pra dar colo


Quando as coisas estiverem por um fio.

E que eles nunca tenham gosto de ontem
Nem anseiem pelo amanhã

424290_1968384024823_1699621937_940937_1552033794_n (1)


Que me façam feliz nesse agora,
Que me abracem pela manhã.

Amargos, suaves
Intensos, sutis


Saborosos!
E quentes.

Um café e um amor… Quentes por favor!

(Caio Fernando Abreu)


Um feliz natal!

Artigo Anterior

Natal, a esperança renovada

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.