Amor-PróprioColunistasComportamento

Um caso de amor: você & você!

autoestima voceevoce Charlotte Abramow Mirror

Autoestima não é só uma palavra bonitinha que está na moda, consiste na opinião e sentimentos que a pessoa acalenta por si mesma.



Não é apenas um “jogo do contente” onde você tenta se enganar e sorrir – é um sentimento verdadeiro, de poder interior, que te faz maior do que qualquer opinião ou comentário que venha a tentar interferir na sua rotina.

É aquela força interior que te dá ânimo para levantar de manhã e enfrentar a pior das tempestades com um sorriso no rosto. E, que lhe faz chegar ao final do dia, verdadeiramente, feliz. Porque você está alinhada em você mesma, com seus valores e crenças, e, acima de tudo, se respeita.

Ao possuir uma autoestima alta, não há necessidade de perfeccionismos, pois você se dá o direito de errar e rir de suas imperfeições, já que entende que elas são os verdadeiros mestres da sua vida. E, assim, você não sente mais necessidade de se chicotear, ou punir, pois passa a confiar em suas escolhas e as faz respeitando seus limites pessoais.


O sofrimento desaparece, restando apenas os processos de mutação em sua personalidade. Uma vez, que a insegurança, a inadequação, e a necessidade de aprovação não têm mais espaço para existir, porque esses sentimentos não lhe pertencem mais.

E como chegar lá?

– Autoconhecimento!

Quando você compreende quais são seus valores norteadores e entende que estes determinam e constituem a pessoa que você é, sua visão sobre si mesma se expande, porque seu respeito e amor próprio se agigantam.


É somente nesse momento, ou estágio, que surge a aparência, pois você quer ver no espelho todas aquelas mudanças internas. E, por isso passa a cuidar mais de si mesma, passa a se experimentar, e a procurar melhorias do que quer mostrar ao mundo como sendo a expressão de sua melhor versão interior.

À medida que seu olhar sobre si vai se tornando mais atento e afetuoso, você dá mais atenção a suas emoções e sentimentos, você se ouve – como jamais o fez. E qual o relacionamento não gosta de um pouco de atenção?!

E assim, você passa a viver um verdadeiro caso de amor, extremamente sincero e frutífero, com você mesma.


Ele me ama mas não me assume…

Artigo Anterior

Ter sobrinhos é um super luxo!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.