publicidade

Um dia vais perceber que não temos garantia de nada…

Um dia vais perceber…



Um dia vais perceber que não temos garantia de nada!

Um dia vais perceber que somos finitos, que a morte é uma certeza., que temos prazo de validade. É inevitável e devemos aceitá-la como fazendo parte da nossa evolução. Um dia vais perceber que o que nos separa até lá chegarmos é o tempo que temos. Não sabemos quanto, mas ainda assim teimamos em viver e agir como se tivéssemos todo o tempo do mundo. A consciência da nossa finitude deveria fazer com que nós pensássemos em viver uma vida autêntica.

Um dia vais perceber que precisamos de refletir sobre a transitoriedade da vida para que possamos tirar um melhor proveito do tempo que temos. O tempo…essa graça que nos é dada e que tantas vezes, por ignorância, arrogância, ambição ou presunção, lamentavelmente desprezamos.

Com frequência ouvimos as pessoas queixarem-se de falta de tempo, mais frequente ainda se lamentam por terem perdido tempo com discussões e mágoas inúteis, arrependidas de não terem aproveitado o tempo como deveriam com determinada pessoa, assumindo que esta não teria fim. Não esperes perder uma pessoa para dizer que a amas! Não aguardes o momento da morte para doares o teu tempo a essa pessoa! Não corras o risco de te sentires culpado pelo que poderias ter dito e não disseste, pelo que poderias ter feito e não fizeste.


Um dia vais perceber que a consciência do tempo que não aproveitaste poderá transformar-se na tua maior agonia.

Um dia vais perceber que é escusável desperdiçar tempo com raiva, mágoas e discussões. Que o tempo é valioso demais para ser desperdiçado com pequenezas. Vais perceber que a frieza, o calculismo, a mentira, a amargura e o ressentimento, são sentimentos desnecessários ao ser humano e que viver é uma experiência única, bela, mas muito breve.


Um dia vais perceber a grandeza da humildade, a dimensão do respeito, a extensão da gratidão, a enormidade do perdão e a força poderosa do amor… Vais perceber que devemos dar o melhor de nós como seres humanos e ser felizes. Aproveitar, ajudar, doar, contribuir de uma maneira positiva para o mundo, afinal estamos aqui de passagem. Não esperes o confronto com a tua própria finitude para o perceber!

Um dia vais perceber que não podemos viver como se fossemos eternos num mundo provisório, adiando constantemente demonstrações de amor e carinho como se tivéssemos todo o tempo do mundo para estar ao lado dos que amamos.

Um dia vais perceber que o tempo que dedicaste às pessoas e ao amor foi o melhor tempo da tua vida! O único que viveste intensa e plenamente.

Não permitas que esse dia seja tarde demais!

Elogia, beija, perdoa, agradece, abraça, sente, ama. HOJE ! AGORA! Porque o único tempo que temos disponível, de fato, é o Agora.

Aproveita o teu tempo como achares melhor, com o que te faz sentir bem mas não te julgues eterno, imparável, inatingível.

Não reprimas os teus sentimentos nem maquilhes a tua personalidade. Queres dizer: diz, queres fazer: faz, queres ser: sê.

Precisamos de dedicar mais tempo, amor, energia e forças a fazer o que é verdadeiramente bom! Ocupar o nosso tempo e pensamentos com coisas que realmente valham a pena e nos tragam bem-estar! Elogiar mais, amar mais, rir mais, sorrir mais, abraçar mais, declarar-se mais. Aproveitar, com veemência, a presença daqueles que amamos! Ser e fazer o melhor a cada dia!

Um dia vais perceber que o tempo não é o que temos, mas sim o que somos!

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.