AmorColunistasRelacionamentos

Um encontro no café…

UM ENCONTRO NO CAFÉ

Ela achou que poderia esperar.



Sentou-se naquele café e ali ficou durante longas horas. Cada sinalar da porta se abrindo, era um susto ao seu coração. Ela esperava.

Pediu o primeiro café, alegre e cheia de esperança. Deliciou-o como se houvesse bebido o melhor expresso da sua vida. Estava confiante. Ele haveria de chegar. Levou um livro pra te acompanhar e não sentir muito sozinha enquanto esperava. Em seus olhos, a faísca do novo, do desejado, saltando-lhe de forma linda e colorida. Sua pele queimava pela emoção do “ele virá!”.

“_ Mais um café, por favor!” _ pediu a atendente.


Mais um café que desceu maravilhoso apesar de todo nervosismo.

“Outro café, por favor!” “Outro!” “Mais um!” “Por um acaso aqui tem aqueles cafés servidos com rum?”

UM ENCONTRO NO CAFÉ

Já começava a ficar difícil. Estava na metade do livro e nada do rapaz aparecer. Fechou-o grosseiramente e o deixou sobre a mesa. Estava sem brilho, pálida e infeliz. “Ele não vem?”. Ela esperaria. Ele disse que viria.


Então ela esperaria e pediria mais um daquele café gostoso com rum. Em todas as vezes que a porta foi aberta, nenhum vulto se assemelhava ao dele.

Quem era ela agora? Possivelmente, mais uma garota iludida acreditando na mudança repentina de sua situação amorosa. “A conta, por favor!”

Estava decidida a deixar de ser tão tola e esperar pelas pessoas. Sentiu-se traída, desvalorizada e frustrada. Muito frustrada. Juntou seu livro, sua bolsa, deixando sobre a mesa dezenas de xícaras vazias de café. Abriu rispidamente a porta.

Queria esquecer aquele pesadelo e jurou pra si mesma que não voltaria mais naquele Café. Pegou a direção da rua e, de cabeça baixa, pois se sentia a mais humilhada e triste das criaturas, nem reparou que a porta de outro Café (do qual ela passou em frente) também se abria.


_“Ei!”

Contra a vontade, ela olhou. E para seu espanto, lá estava ele, lhe sorrindo, saindo da porta de um Café diferente, levemente embriagado pelo café com rum que havia tomado enquanto a esperava.

O amor acontece. Só que muitas vezes, estamos esperando no lugar errado.


Somos todos pilhas…

Artigo Anterior

6 traços comuns de pessoas naturalmente interessantes

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.