Bem-Estar e SaúdeReflexão

Um olhar crítico sobre doenças e transtornos mentais…

UM OLHAR CRÍTICO SOBRE DOENÇAS capa e foto 01

Para quem é da área de saúde mental já é bem provável que saiba qual campo teórico-conceitual eu esteja alinhado.  Para aqueles que a única coisa que sabe é o dito socialmente, ecoando as doenças e transtornos da psiquiatria, tais como, “depressão”, “ansiedade”, “TDAH”, á estes é meu deve informar e desmistificar, cujo objetivo é tirar das pessoas os RÓTULOS de cada doença mental, então, vamos lá!



Primeiro, o campo de saúde mental é um vasto e complexo campo, não é exclusivo da psiquiatria, onde oriunda e influencia os saberes mais comumente vistos hoje, não é somente psicopatologia, não se pode reduzir aos estudos e tratamento das doenças. Um tema complexo, com redes de saberes que entrecruzam, além da psiquiatria, estão: as neurociências, a neurologia, a psicanálise, a psicologia, a fisiologia, a filosofia, a antropologia, a filologia, a sociologia, a história e a geografia.

um-olhar-critico-sobre-doencas-capa-e-foto-01

Como estamos falando de sujeito em sociedade, em cultura, podemos incluir também as manifestações religiosas, ideológicas, éticas e morais da sociedade em que estamos lidando. Somente esta introdução já se pode concluir que, o fenômeno humano é muito mais do que uma doença, seja ela qual for, se acreditar no transtorno de personalidade antissocial (o famoso psicopata), descrever seus sintomas e sinais, tê-lo como verdade, já estaria excluindo as demais ciências e saberes, reduzindo esta pessoa a uma doença, ignorando os demais conhecimentos.


O ser humano, é estudado por diversos saberes, são olhares diferente sob um mesmo objeto, como já dizia Paulo Freire, não há saberes melhores ou piores, apenas saberes diferentes, para

Esta é uma imagem clássica gestáltica, uma imagem ambígua, nela se focar no fundo branco vai ver dos rostos de perfil, no entanto, ao focar no preto, olhará um vaso. A pergunta é, qual das duas imagens é a verdadeira? Uma anula a outra?

Esta imagem representa de que forma o ser humano é visto, e a resposta é, não há somente uma, são duas que forma um todo. Assim como o sujeito, pode ser visto ora como pessoa, ora como coisa, o mesmo objeto focalizado de diferentes pontos de vistas dá origem a duas descrições inteiramente diferentes, e estas, assim como o fenômeno humano, provocam duas teorias completamente diversas, resultando em dois grupos inteiramente diferentes de ação.

um-olhar-critico-sobre-doencas-foto-02


A forma inicial de ver uma coisa determina todas as nossas relações com ela. Isso precisa estar claro, a relação de doença-saúde, é o resultado de uma produção do conhecimento, por uma determinada perspectiva, observando a relação do sujeito com o mundo, ela é histórica, dinâmica e dialética (formada pela contradição e argumentação), sendo assim, não é uma verdade absoluta e dogmática.

Concluindo, todo aquele que vier, e perguntar “como faço para identificar tenho depressão”, vou pedir para ler meu blog, e depois pode perguntar.

Nunca te vi, sempre te amei…

Artigo Anterior

Psicologia: consciência e responsabilidade

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.