Notícias

Um pescador encontrou vômito de baleia que está avaliado em mais de R$ 7,4 milhões

capa um pescador encontrou vomito de baleia que esta avaliado em mais de 74 milhoes

A rara descoberta mudou a vida do pescador para sempre. Entenda mais sobre o caso!

Existem muitas maneiras de ficar rico, mas Narong Phetcharaj talvez tenha encontrado a mais criativa e inusitada delas. O seu caso virou notícia no mundo inteiro no fim do ano passado, quando o homem da Tailândia encontrou um pedaço de vômito de baleia flutuando numa praia no Sul do país, que pode valer £ 1 milhão (cerca de R$ 7,4 milhões).

Narong levava uma vida modesta com o trabalho de pesca, que lhe rendia cerca de £ 200 por mês (R$ 1.400), quando se deparou com o objeto estranho sendo empurrado pelas correntes na praia de Niyom, na província de Surat Thani.

Assim que percebeu que o objeto tinha uma textura cerosa similar ao do vômito de baleia, ele se interessou e o arrastou para longe da praia, já imaginando que poderia lhe render algum dinheiro.

O ambergris, como também é chamado o vômito de baleia, é produzido quando os ductos biliares no trato gastrointestinal produzem secreções para facilitar a passagem de objetos grandes ou pontiagudos. A baleia eventualmente expele essa mucilagem, que se solidifica e passa a flutuar na superfície do oceano.

O pescador levou a descoberta aos especialistas da Universidade Prince of Songkla e foi comprovado que se tratava de um vômito genuíno. Pesando 30 kg, o material é considerado um “tesouro marinho”, já que possui um álcool inodoro em sua composição, substância usada para que a fragrância dos perfumes dure mais.

O ambergris fez muito sucesso entre a população de sua aldeia, já que ninguém havia visto ou tocado na substância antes.

Antes de revelar que estava com uma espécie de mina de ouro em casa, Narong manteve o vômito enrolado numa toalha e escondido numa caixa de papelão para que não ganhasse a atenção de nenhum olho grande.

Antes de levar sua descoberta para a universidade, ele também fez um teste para descobrir se aquilo era um ambergris verdadeiro, colocando-o em contato com o calor (derreteu-se rapidamente).

A comprovação de que se tratava de algo valioso despertou muita alegria no simples pescador, que confessou que pretendia vender a preciosidade, aposentando-se e fazendo uma festa para os seus amigos com um pouco do dinheiro que ganharia.

Outros casos

Esse caso é muito interessante, mas está longe de ser o único que acabou beneficiando uma ou mais pessoas financeiramente. Em fevereiro de 2021, pescadores do Iêmen também encontraram um vômito de baleia na carcaça de um cachalote, e foram agraciados com a bagatela de £ 1,1 milhão, mais de R$ 7 milhões, que os tirou de uma vida de pobreza.

Quem os alertou sobre o animal morto no Golfo de Aden foi outro pescador. O grupo de 35 pescadores então levou a baleia para a praia e a abriu para ver se havia âmbar cinza em seu estômago, então encontraram pedaços do vômito raro pesando 127 kg, pelo que receberam a grande quantia.

O dinheiro foi dividido entre eles e o outro pescador que os alertou sobre o animal. Além disso, os pescadores doaram uma parte a locais que cuidam de pessoas necessitadas.

Na Tailândia, também no começo deste ano, outros dois pescadores encontraram dois enormes pedaços de vômito de baleia avaliados em £ 240 mil (mais de R$ 1,6 milhão), e uma mulher tropeçou em quase £ 190 mil (mais de R$ 1,6 milhão) em vômito de baleia quando caminhava na praia perto de sua casa, na costa da província de Nakhon Si Thammarat.

0 %