publicidade

Um relacionamento nocivo pode baixar a sua imunidade!

Preocupações e ansiedade em excesso em nossos relacionamentos íntimos podem funcionar como um fator de estresse crônico que compromete o funcionamento do sistema imunológico.



É sabido que algumas pessoas têm a tendência de buscar continuamente garantias de que são amadas. Geralmente passam a maior parte do tempo tentando agradar para receber de volta o mesmo comportamento. Agradam para serem agradadas. Esse ciclo contínuo e vicioso cria o que chamamos de “apego ansioso”, pois tais pessoas temem ser rejeitadas e se vinculam a ideia de que podem perder o afeto (migalhas) que recebem no momento em que pararam de agradar.

É também muito comum que pessoas apegadas a esse tipo de comportamento interpretem situações ambíguas, confusas ou inexplicáveis sempre de forma negativa. Pensar assim acaba por impulsionar a ansiedade, que por sua vez gera mais estresse, e assim um novo ciclo começa. É como se a mente ficasse o tempo inteiro tentando calcular a probabilidade desses eventos negativos acontecerem, mesmo quando a lógica deixa claro que é improvável que eles ocorram.

UM RELACIONAMENTO NOCIVO PODE BAIXAR SUA IMUNIDADE - FOTO 01


Pesquisas pelo mundo têm comprovado o que já se percebe na prática, o estresse e a dependência emocional em relacionamentos pode levar qualquer pessoa, em pouco tempo, a níveis altos de cortisol* no organismo.

* O cortisol é um hormônio esteroide que é liberado em resposta ao estresse.

Um estudo realizado pela pesquisadora Lisa Jaremka, da Universidade do Estado de Ohio (EUA) trouxe algumas dessas comprovações.  Ela pediu a alguns casais que respondessem questionários sobre seus relacionamentos. Feito isso, ela coletou amostras de saliva e sangue para medir os níveis de cortisol e para contar o número de células específicas do sistema imunológico.

O estudo demonstrou que pessoas casadas que vivem em relacionamentos nocivos, onde o estresse, ansiedade e o apego emocional predominam, produzem níveis mais altos de cortisol, além de apresentarem menos células T* em seu organismo, se comparadas às pessoas com níveis considerados normais de ansiedade, apego e estresse no relacionamento. O excesso de cortisol e falta de células T tornam-se fatores preponderantes para que o sistema imunológico entre em declínio.


* Os linfócitos T são células com variadas funções em nosso organismo. Essas células possuem enorme importância para o sistema imune.

O sistema imunológico é a nossa defesa pessoal. É ele quem impede que alguns agentes externos entrem em nosso organismo e nos cause as mais diversas doenças. O sistema imuno é composto por uma rede de células, tecidos e órgãos, os quais são responsáveis pela proteção do nosso corpo. Essa rede de células protetoras são os leucócitos ou glóbulos brancos, que tem a função de atacar qualquer organismo que possivelmente possa causar doenças. Essas célulal se localizão no timo, no baço e na medula óssea, que são conhecidos como os “órgãos linfáticos”.

Os sintomas de um sistema imunológico debilitado são vários, mas o principais são:
1. Cansaço contínuo e sensação de esgotamento;
2. Infecções frequentes;
3. Resfriados, gripes, dores de garganta (viroses em geral);
4. Alergias;
5. Feridas que demoram a cicatrizar.

UM RELACIONAMENTO NOCIVO PODE BAIXAR SUA IMUNIDADE - FOTO 02
Não tenho dúvidas de que em todo e qualquer relacionamento há preocupação e ansiedade relacionados às atitudes do parceiro, mas o alto nível de ansiedade ligada ao apego está diretamente relacionado à preocupações contínuas e excessivas.

É importante ressaltar que a forma de se comportar e interpretar as relações tem enorme influência dos cuidados recebidos de forma consciente e inconsciente durante toda a infância. Dessa forma, o apego e ansiedade excessivos do presente precisam ser trabalhados com foco no comportamento presente e experiências passadas de cada indivíduo.

Por fim, resta deixar claro que as pessoas que se encontram nessa situação, ou seja, um relacionamento desgastante e saúde emocional abalada, podem mudar. Esse não é um estado permanente que se instala e nunca mais vai embora. A terapia é uma excelente ferramenta para corrigir determinadas disfunções e recuperar, aos poucos, a qualidade de vida.

P.S.: Sintam-se convidados para ler meus outros textos e me adicionar nas redes sociais. Os dados estão na descrição do autor.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.