GratidãoOsho

Um simples obrigado

A vida é um presente de Deus. Nada fizemos para ganhá-lo; aliás, nem o merecemos. Mas somos criaturas tão ingratas que nem sequer um “obrigado” brota de nós.



Não somos gratos por termos recebido essa oportunidade de crescer, ver, amar, rir, aproveitar a música da existência, a beleza do mundo. Não somos nem um pouco gratos; ao contrário, estamos sempre reclamando.

Se você escutar as orações das pessoas, ficará surpreso: todas elas são queixas. Não são orações cheias de agradecimento; estão pedindo algo mais, estão dizendo: “Isso não é suficiente.”

Na verdade, nunca será suficiente, pois o pobre pede, o rico pede, o imperador pede — todo mundo pede.


Todo mundo pede mais. Isso significa simplesmente que tudo que você recebeu não foi suficiente: “Eu mereço mais, você não tem sido justo comigo!” Chamo isso de irreligiosidade.

Para mim, todas as orações feitas nos templos, nas mesquitas e nas igrejas são irreligiosas.

A verdadeira oração é apenas de gratidão, um simples “obrigado” basta.

Osho


Agradecendo o universo

Artigo Anterior

Preste muita atenção no que eu vou dizer agora…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.