4min. de leitura

Um sinal que o amor verdadeiro chegou na sua vida…

Talvez, no meio da sua distração e da correria diária, ou, quem sabe, num desses tropeços em que a vida faz soltar, pedaço por pedaço, todos os cacos que insistimos em carregar conosco, você se dará conta que o amor o encontrou, você e o amor se encontraram.


E agora você, mesmo que inconscientemente, está mudando seus conceitos sobre certas coisas, seus costumes e descobrindo outros costumes; e mesmo que essa pessoa que chegou para fazer parte dos seus dias venha trazendo consigo as suas limitações, que em outra pessoa você via e odiava, você passará a tolerar com naturalidade.

Você, talvez, vá mudar o lado preferido de dormir na cama, vai elogiar o café, por elegância; vai arrumar a mesa do jantar, pelo simples prazer de ouvir um obrigado, um eu te amo, vai pensar nela quando vir algo bonito na rua, também renunciará a velhos hábitos e descobrirá novos, porque o amor tem dessas coisas, tem poder, não de nos mudar radicalmente, mas de nos fazer descobrir e conhecer sentimentos, características e qualidades em nós antes desconhecidas.

Você vai notar que o amor tem a capacidade se renovar à medida em que nós o exercitamos, cultivamos e o enchemos da alegria que é sentir-se inteiro.

Porque somos assim, fomos feitos “inteiros”, mas ao mesmo tempo necessitamos da outra metade, da chamada alma gêmea, do outro lado da cama quente, do filme numa tarde de domingo, das piadas sem graça, do lugar à mesa, do beijo de bom dia, da alegria da chegada e do frio na barriga quando a distância do outro vira saudade.


Se antes você via o amor como um desafio perdido, e que junto com ele vem também o sofrimento, a sua visão sobre isso vai se dissolver.

Porque junto com o amor verdadeiro vem parte do significado existencial que nos cabe buscar incansavelmente, vem o ânimo que se sente nas pequenas coisas, nos momentos únicos, nas sensações e até mesmo nas palavras ditas através dos olhares.

São os sentimentos que afloram em nosso ser pela escolha, nunca pela necessidade, pois quando escolhemos nos dedicar e nos doar por amor, é isso que permanece em nós, é o que guardamos como parte das experiências boas, experiências vitais que só são possíveis àqueles que verdadeiramente amam, que se entregam sem medo, sem deixar a dúvida rondar e minar o que temos de melhor: a capacidade de trazer a luz divina que irradia a vida humana, na forma do sentimento maior: o amor.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: yeko / 123RF Imagens






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.