Comportamento

“Um suplemento alimentar arruinou meu fígado”

Capa Um suplemento alimentar arruinou meu figado

A vida de um homem e sua família ficou marcada pela descoberta de uma doença hepática!



Deveria ter sido um dos dias mais felizes da vida de Jim McCants, um norte-americano comum, quando seu filho mais novo se formou no ensino médio. Ao se sentar ao lado da esposa Cathleen no auditório da instituição de ensino, ela se virou para olhá-lo e percebeu que algo não estava bem.

Jim se lembra de a esposa perguntar se ele estava se sentindo bem, pois de acordo com ela, seus olhos e rosto estavam amarelos. A prova e o choque vieram quando o homem de meia-idade se viu no espelho e comprovou a cor fora do comum em sua aparência.

Foi chocante em parte porque Jim, então com 50 anos, vinha trabalhando para melhorar seu estilo de vida e perder peso, concentrando-se numa alimentação mais saudável e exercícios físicos regulares.


Ele contou ao portal BBC que o fato de ter perdido o próprio pai aos 59 anos, em decorrência de um infarto, foi um dos motivos que o levaram a buscar cuidar de si da melhor maneira possível. Mesmo com as atitudes para melhorar a saúde, logo após a formatura de seu filho, Jim foi hospitalizado com suspeita de lesão hepática.

Tentando identificar a causa da lesão hepática, os médicos que o trataram logo descartaram o uso de álcool, pois o homem não tinha o costume de ingerir bebidas. Remédios prescritos e fumo também não pareciam ser os vilões desta vez, já que Jim não fazia uso de nenhum dos dois na época. Curioso, um hepatologista lhe perguntou se ele usava suplementos de venda livre, ao que Jim respondeu que sim.

2 Um suplemento alimentar arruinou meu figado

Direitos autorais: reprodução/arquivo pessoal.

Como parte de seu impulso para a saúde na meia-idade, ele começou a tomar um suplemento de chá-verde, pois ouviu dizer que poderia ter benefícios cardíacos. A popularidade de suplementos nesse estilo cresceu nos últimos anos, muitas vezes promovidos na internet por sua suposta capacidade de auxiliar na perda de peso e preveni-lo contra o câncer.


Jim contou que, quando descobriu a doença, se sentia bem, andava ou corria de 30 a 60 minutos, cinco ou seis dias por semana. Estava tomando o suplemento por cerca de dois meses quando adoeceu e, de acordo com seu prontuário médico, o produto seria a causa da lesão hepática.

Ao saber das notícias, Jim ficou chocado! Só havia ouvido falar bem do chá, de todos os supostos benefícios, nunca soubera de alguém que tivesse tido um problema com ele.

Hospitalizado, Jim passou por longos períodos à espera dos resultados de uma série de exames para compreender melhor o que acontecia com seu corpo. Então, cerca de três semanas depois que sua esposa notou que ele parecia doente, um dos seus hepatologistas deu a notícia que ele temia: o homem precisaria de um transplante de fígado, e teria de ser o quanto antes, pois só tinha alguns dias para tentar reverter a situação.

Jim descreve o momento como algo que o fez colocar as coisas em perspectiva e perceber o que de fato era importante na vida. Ele não estava fazendo planos para o trabalho, estava procurando uma forma de sobreviver mais um dia. Para a sua sorte e alívio da família, no dia seguinte ao da notícia que o abalou, um doador compatível foi encontrado.


O transplante de fígado salvou a vida de Jim, mas anos depois ele ainda tem sérios problemas de saúde, incluindo doença renal, que pode exigir diálise e um novo transplante no futuro. Ele consulta seus médicos de fígado e rim duas vezes por ano e convive com dor abdominal crônica.

Apesar de feliz por estar vivo e com a família, Jim lamenta pela vida que foi afetada pelo suplemento. Ele conta que era mais ativo fisicamente e agora luta com o cansaço e o sedentarismo.

3 Um suplemento alimentar arruinou meu figado

Direitos autorais: reprodução/BBC.

Jim abriu um processo contra a empresa que produziu o suplemento de chá-verde. Seu desejo é que seja colocado um rótulo de advertência em destaque no produto, no site, para avisar as pessoas antes de comprá-lo sobre seus impactantes possíveis efeitos colaterais


Ele se lembra de que na época, quando começou a tomar o chá, não esperava que lhe fizesse mal, pensava que poderia ser um investimento financeiro, mas esse risco ele poderia aceitar, porém a probabilidade de seu fígado falhar é um risco alto demais para alguém correr.

Mandar ou ser mandado? O animal que você encontrou primeiro revela sua verdadeira natureza!

Artigo Anterior

Mulher faz a lista do mercado para o marido com fotos e gera debate nas redes sociais

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.