publicidade

Um verdadeiro amor é como um baú de moedas no fim do arco-íris…

Num mundo tão raso, encontrar parceiros bons de amor é achar o baú de moedas no fim do arco-íris.

É tão bom apenas ser e estar ao lado de alguém!



Sente-se quando ali tem um algo a mais. Não precisa forçar expressões nem palavras para preencher vazios. Elas são livres, vêm da alma. Há calmaria, paz, desejo, sentimento e um afeto que não se sabe bem explicar.

Dizem que quando uma magia assim acontece é porque está se cumprindo uma agenda cósmica. Um reencontro acontece.

O silêncio é repleto de presença e os corpos se nutrem do desejo de ficar. Lado a lado. Mão com mão, corpo a corpo. O cheiro é o enrosco. Uma saudade é diluída.


Num mundo tão superficial e raso, encontrar estes parceiros com química de contato é achar o baú de moedas no fim do arco-íris.

Amores assim são mesmo um achado, um encontro dos que se procuravam.

São portas abertas para o ser, estar, permanecer e ficar – e sossegar.

É querer uma só morada. A melhor forma de conjugar.


É sorte na vida!

Por isso, Valorize esses reencontros de alma. Eles são presentes da vida e não se darão em toda esquina.

Parceiros bons de amor são raros de encontrar. Seja leal. Não o deixe passar por descuido e falta. Valorize e preserve o seu pote de ouro.

___________

Direitos autorais da imagem de capa: pixabay – StockSnap-894430

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.