Reflexão

Uma criança tratada com amor nunca será malcriada ou egoísta. Ela será feliz e segura!

Se você tem uma criança por perto, esta reflexão é essencial. Confira!



Quando se trata de criar uma criança, todo mundo tem algo a dizer. As opiniões sobre o que os pais devem ou não fazer para educar uma pessoa consciente, humilde e bem-sucedida são abundantes, apesar de muitas vezes não serem solicitadas, e podem causar confusão na mente e coração daqueles que enfrentam essa difícil missão pela primeira vez.

Uma das recomendações que muitas pessoas têm a fazer sobre a formação do caráter de uma criança é não tratá-la com muito amor ou acolhimento, do contrário, ela crescerá egoísta, mimada e malcriada.

Para essas pessoas, as crianças não podem ser tratadas com excesso de carinho e presença, porque isso as tornará “fracas” ou “despreparadas” para a vida. Elas aconselham a educá-las com mais “firmeza” e certa distância emocional, para que cresçam mais independentes e saibam lidar com a vida por contra própria.


Muitos pais, sem experiência no assunto, acabam acatando a esses conselhos sem saber quão errados eles podem ser e de todas as consequências que causarão no emocional das crianças, as quais acompanharão até a vida adulta.

A noção de que as crianças criadas com amor se tornam pessoas negativas e mal-educadas é um mito. Amor não “estraga” ninguém, muito pelo contrário, apenas acentua as suas forças.

É claro que não podemos permitir que as crianças façam tudo o que querem ou que tratem a todos com soberba em nome do amor, precisamos ter controle dos seus comportamentos e saber quando direcioná-las em seus caminhos, mas também não lhes podemos negar o direito ao tratamento amoroso e presente, porque ele é essencial e ajuda-as a construir suas personalidades.

Uma criança criada em um ambiente de amor não se tornará egoísta ou mimada, ela se tornará segura e feliz, porque desde muito cedo aprende através do exemplo que a melhor maneira de viver a vida é cuidando das pessoas importantes para nós e fazendo todo o possível para estar bem com aqueles ao nosso redor.


Uma criança que é amada se tornará um adulto que sabe amar e que tem a inteligência emocional necessária para se distanciar de qualquer tipo de relacionamento que lhe ofereça menos do que ela sabe que merece.

Amor é diferente de falta de limites. Essa sim pode comprometer a educação de uma criança e fazer com que ela tenha problemas de personalidade e relacionamento.

O amor não é o veneno, é a cura, por isso, quanto mais amadas as crianças forem, mais felizes e vitoriosas se tornarão em sua caminhada.

Guarde esse conhecimento com você e compartilhe o texto em suas redes sociais!


 

Direitos autorais da imagem de capa: Depositphotos.

“Nós vamos gerar bebês em ventres artificiais em uma década”, dizem cientistas

Artigo Anterior

A competição neurótica e a tortura psicológica no BBB21

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.