ColunistasRelacionamentos

Uma forma de descobrir se alguém sente a sua falta é pela força com que ela te abraça!

UMA FORMA DE DESCOBRIR SE ALGUÉM SENTE capa 1

O poder de um abraço… 



Quer saber o valor de um abraço? Aproxime-se mais, tenha coragem, tente sentir do que um abraço é capaz. Quando bem apertado, ele ampara tristezas, conforta, nos fortalece para superar os desafios do dia, combate incertezas, sustenta lágrimas, põe a nostalgia de lado.

O abraço é capaz de diminuir o medo, de aliviar a dor, de propagar amor e carinho. Sabe aquele abraço apertado que nos deixa sem ar?

Os abraços apertados fazem falta nos relacionamentos de hoje em dia, seja de um casal de namorados na praça ou de um amigo que por orgulho não aproveita a oportunidade que tem para demonstrar afeto por uma pessoa amada. Se um abraço for cheio de ternura, ele guarda segredos e jura cumplicidade.


Um abraço amigo de verdade divide alegrias e fica feliz em comemorar, o que quer que seja, seja na aprovação no vestibular ou na chegada de mais uma primavera.

Costumo dizer que abraços são pequenas orações de fé, de força e energia.

Você já parou para pensar em quantas pessoas querem ser abraçadas e não tem coragem de dizer?

Há sempre alguém que quer ser abraçado e não tem coragem de dizer!! Abrace-o. Uma forma de descobrir se alguém sente a sua falta é na força com que ela te abraça. O pior que pode acontecer, é ganhar de volta um sorriso de carinho, ou quem sabe, uma palavra sincera. Você vai descobrir que ninguém está sozinho e que a vida, pode ser um eterno céu de primavera. Aproxime-se mais e tente sentir do que um abraço é capaz.


Não deixe para abraçar amanhã o abraço que pode ser dado hoje! Talvez amanhã a pessoa que você gostaria de abraçar não esteja mais em presença física!

“Uma forma de descobrir se alguém sente a sua falta é na força com que ela te abraça!”

Luan Diniz


Pertencer a alguém é morte. Estar com alguém é vida. Liberte-se e deixe o outro livre!

Artigo Anterior

Só pode saborear bem a vitória aquele que já sentiu o amargo da derrota…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.