Uma forma de ficar em paz consigo mesmo (a): não se preocupar com as opiniões alheias!

4min. de leitura

Perde-se muito tempo quem busca a aprovação dos outros para seguir adiante com seus projetos de vida e quem se preocupa demasiadamente com as opiniões alheias.

Ter alguém para aconselhar, de forma sincera, sobre os caminhos que você escolheu trilhar é bacana e, às vezes, necessário, mas a escolha final é só sua.



Não permita que façam escolhas por você. Nem tampouco desista de um caminho porque as pessoas não o aprovam, afinal, quem vai fazer o percurso?

Lidar com as diversas opiniões e palpites sobre nossas decisões pode nos tirar a paz. E a única forma de recuperá-la, é não se preocupar  com  o olhar que o outro lança sobre sua vida.

Já ouviu a frase que diz: “Somos responsáveis pelo que dizemos e não pelo o que o outro  escutou.”? Da mesma forma, não somos responsáveis pela imagem que o outro  faz de nós e da nossa vida.

As pessoas possuem visões distintas em relação à vida, principalmente em relação à vida do outro. E por este motivo querem opinar ou ditar regras de comportamento.


Há aqueles que se preocupam com a imagem que o outro faz de si, e com isso, deixam de viver a vida que desejam.

As opiniões sempre existirão. Algumas até aproveitáveis, ainda assim, não define os nossos caminhos. São apenas opiniões.

Quando deixamos de nos preocupar com o que o outro pensa em relação a nossas ações, e vivemos em comunhão com nossos ideais, nossa vida progride.  Porque perdemos o medo de assumir nossas escolhas e quem realmente somos. Porém, precisamos ser maduros o suficiente para assumir as consequências (boas ou más) de ser quem escolhemos ser.


É claro que ter liberdade de fazer suas próprias escolhas não o torna imune aos erros, mas pelo menos se você errar será por você mesmo e não por interferência dos outros.

É preciso maturidade e humildade para perceber os próprios erros. Experiências assim é que nos fazem crescer enquanto pessoas.

e, indiferente às opiniões alheias, a gente tem mais espaço para crescer e para sonhar.

E talvez a indiferença faça com que as pessoas percebam o quanto deveriam parar de se preocupar com a vida alheia. Cada um tem sua própria vida e ela basta!  Não há necessidade de viver a vida do outro.

Da mesma forma que quem se preocupa com as opiniões perde seu tempo precioso, quem muito se preocupa em opinar (vigiar) perde também o seu tempo.  Seria mais aproveitável se dirigisse suas opiniões para sua própria vida.  Se focasse em escolher seus próprios caminhos, em realizar seus projetos, em assumir suas escolhas; que se preocupasse em fazer a própria vida ir para frente. Porque não há nada que nos atrase mais que parar para ver a vida do outro passar.

Portanto, não perca sua paz, suas noites de sono, só porque alguém decidiu dirigir sua vida. Assuma você a direção. Pegue este “volante” e não solte mais. 

Não permita que guiem seu destino, nem mesmo nas curvas perigosas da vida. Mantenha-se firme!

Só você pode saber qual é o melhor destino para sua vida.

Os outros podem até fazer parte dela, mas como coadjuvantes apenas. O protagonista sempre será você!

_______

Direitos autorais da imagem de capa: walenga / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.