ColunistasRelacionamentos

Uma história de amor pode ter desistência e recomeço, para que tenha a garantia de um amor verdadeiro.

Uma história de amor pode ter desistência e recomeço para que tenha a garantia de um amor verdadeiro.

Uma história de amor pode ter desistência e recomeço…



Lembro-me da manhã em que descobri uma jovem moça de short branco, que caminhava pela estrada de terra em direção à escola na qual eu trabalhava.

No momento em que a vi, ela era como uma borboleta que rompia o invólucro e se preparava para sair, cuidando que teria novos rumos a tomar.

Esperei algum tempo para vê-la se aproximar, mas estava demorando muito e eu tinha pressa. Impaciente, levantei-me e comecei a caminhar em sua direção. Ela claramente percebeu a minha curiosidade e desviou um pouco o seu caminho.


E algo diferente começou a acontecer dentro de mim… o coração bateu num ritmo mais rápido que o natural. Os poros se abriram, trazendo um suor instantâneo, e aquilo que acontecera não seria mais visto com naturalidade.

Nunca hei de esquecer o pavor que por um momento senti: minha garganta seca, meu olhar fixo e meus braços quase abertos, como se implorasse por um abraço. Mas será que ela caberia no meu abraço? Sim! Respondeu sem dizer nada, apenas com um sorriso de curiosidade.

Era inegável o quanto eu ficara inquieto. Talvez naquele momento, minha visão se estendera para além do caminho que levava ao rio. Porque o que me chamara atenção, era que aquela moça, ou menina, sei lá, dirigia-se para o rio, para ali, com certeza, desfrutar do frescor daquelas águas límpidas. Naquele momento, eu teria o tempo que quisesse para observá-la, ou para simplesmente descrevê-la em meus versos, mas não mais que isso.

O amor chega de repente, não? Acho que a velocidade do amor é proporcional à nossa idade. E muitas vezes, parece que ele se vai, tão rápido quanto chega.


Nesse caso, saiba que não era amor, porque quando o amor chega é para ficar. Seja de que forma for, quando é amor, tem seu jeito de ficar, de se estabilizar. Seja um amor de menino, ou um amor adulto, não deixa de ser amor. E quando ele chegar seja à margem do rio, na escola, num encontro casual, ou quem sabe, numa carta de amor. Há de se saber que é amor. Na medida certa, porque quando amamos fazemos descobertas que sempre nos surpreendem. Seja sobre o mundo que nos cerca, ou sobre a pessoa que amamos.

Mas depois de tudo isso, veio o medo, a insegurança ou o desvelo pelos sentimentos que trazemos dentro do coração. E quando gostei da ideia de amar e ser amado tive que ir embora.

E tudo que fiz, foi contrário ao que realmente queria. Isso bagunçou meu mundo, inundou de dúvidas a minha alma, e achei que talvez fosse um caso perdido. A distância virou nossa inimiga. Sem mais cartas, ou encontros provocados.

Eu passava dias pensando, acordando no meio da noite, sem som e sem um pingo de esperança. E sabe o que era mais triste? Eu nunca tinha dito que a amava.


Então, o que seria aquele amor?

Nada! Eu tinha apenas o nada! Era apenas uma indiferença que ardia e um vazio que doía o tempo todo. Então desisti de amar, como se isso fosse possível. E parti.

Mas depois de muitos anos, vi-me novamente num sonho. E era algo que cicatrizava a ferida exposta. Essa mania de sonhar nunca saíra do meu coração. Então,  comecei a pensar em nós. E os pensamentos vinham como bálsamo sobre a ferida, curando uma parte de cada vez.

No começo doeu um pouco, porque estava escondida, mas teimava em aparecer. E a encontrei… Sim, a minha amada. E me senti vivo. Assim cheguei a acreditar que o que eu sentia era o melhor sentimento de todos que eu já sentira.


Começamos como quem não queria nada mas, aos poucos fomos nos entregando e nos consumindo com a fragrância do amor que nos inundava a cada dia, sem medo, sem pretexto.

Se soubesse que o tempo nos separaria, não teria permitido que o amor escapasse do meu coração. Afinal, pensando bem, não acredito que tenhamos nos separado, senão para que, depois de um amadurecimento, tivéssemos a oportunidade de um reencontro feliz.

E com certeza, termos a garantia de viver um amor verdadeiro

_____________


Direitos autorais  da imagem de capa: luckybusiness / 123RF Imagens

Se eu pudesse voltaria para alguns momentos do passado…

Artigo Anterior

Todo diamante é valoroso, mesmo que cercado por lama!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.