Uma nova chance de amar sem limites, sem medos, sem reservas…

5min. de leitura

Uma nova chance de reparar os antigos erros… de viver o que deixou de lado… de amar sem limites, sem medos, sem reservas.

E, então, lá está você… rezando secretamente para que aquela simples palavra ainda esteja no perfil daquele que podia ter sido, mas nunca chegou a ser.



A palavra? Solteiro.

Você fecha os olhos, prende a respiração e lentamente encontra aquele que por algum motivo se perdeu de você e que você ainda se pergunta por que o deixou partir, sem nem ao menos lutar.

Você vasculha cada canto, encara aquela foto por horas e por mais que tente e ainda que encontre o status disponível, não consegue realmente encontrar o que procurava ali.


Aquela conversa mágica e especial que nunca mais teve com qualquer outra pessoa… aquela voz e a risada gostosa que aqueciam sua alma… aquele elogio que fazia seu coração palpitar e que nunca chegou a ter o mesmo efeito quando dito por outra pessoa.

Você ameaça escrever, mas o que poderia dizer?

“Oi, sei que não nos falamos há décadas, mas queria que soubesse o quanto ainda faz falta e o quanto eu lamento por nunca ter dado certo entre nós e, por falar nisso, por que mesmo que nos perdemos no tempo? A culpa foi minha ou será que foi sua? Acho que hoje já não faz diferença, não é mesmo?

Só passei por aqui para dizer que tudo o que eu mais queria agora era uma maneira de voltar no tempo e fazer tudo diferente… ou de, ao menos, dessa vez tentar nos dar uma chance e deixar a vida acertar as coisas…”


Mas de que isso adiantaria quando aparentemente a própria vida se encarregou de fazer dar errado.

Um único segundo e tudo se perde… some como que por mágica ou destino…

E ainda que aquela palavra realmente esteja lá mostrando que essa pessoa, de fato, está livre ou mesmo que essa possibilidade nunca volte a existir, nada mudaria o fato de que o tempo passou e as coisas mudaram.

Ele pode estar diferente agora… a confiança pode ter se partido com o tempo e tudo aquilo que você sentiu pode não estar mais lá.

Tudo parte de uma fantasia, um fragmento do tempo que de tanto ser revivido na memória, mitificou-se a ponto de tornar-se mais um belo sonho do que recortes da realidade.

Mas… e se as coisas continuam exatamente como naquele momento que os separou?

E se todos aqueles momentos especiais pudessem se repetir com a mesma intensidade de outrora? E se cada momento mágico tivesse o poder de perpetuar-se e renovar-se a cada novo dia? E se todos aqueles planos e sonhos realmente estivessem fadados a acontecer?

Somente uma ligação, uma mensagem de distância e tudo poderia ser diferente…

Mas o quão diferente seria? Seria bom o suficiente para justificar todos os riscos? Seria duradouro o suficiente para que o tempo juntos supere o tempo da cura, caso as coisas não terminem bem? Seria o tempo do resguardo mais valioso que o tempo do perdão?

Até onde você iria para consertar ou, ao menos, preencher aquela lacuna do passado que se torna cada vez maior com o passar do tempo?

Quantas vidas você terá de viver para reencontrá-lo novamente e isso se é que existe uma nova chance quando tudo acabar…

Uma nova chance de reparar os antigos erros… de viver o que deixou de lado… de amar sem limites, sem medos, sem reservas.

Uma nova chance de se reencontrar e encontrar aquilo que verdadeiramente lhe fará feliz. 

No final, o que mais valerá para você? A satisfação de uma vida plena, ainda que errante ou a segurança do tempo entre as lacunas que deixou para trás?


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: nadtochiy / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.