4min. de leitura

Uns gostam de acusar e reclamar, outros gostam de ajudar

Por trás da mentalidade de acusar e reclamar está um dos maiores males: o vitimismo

Já reparou que uns gostam só de acusar e reclamar? Enquanto tem outros que não perdem tempo com isso e partem para a solução, gostam de ajudar?


Aqui vamos abordar estas duas mentalidades opostas.

Veja aqui meu vídeo sobre este tema: 

Por trás da mentalidade de acusar e reclamar está um dos maiores males: o vitimismo.

Existe um conceito de enorme importância para assimilar o caminho do yoga, no Caminho 3T: você está no controle, e sentir-se uma vítima tira o seu poder.


Entenda que todo o seu bem-estar cabe exclusivamente a você. Está tudo em suas mãos. Você tem o poder de ser feliz ou miserável.

Você depende de você mesmo. Você não depende de nada mais.

Quando você avançar mais, apreciará como Deus o está sempre ajudando e como tudo depende, em última instância, de Deus. Contudo, apesar desse fato místico e doce da vida, é crucial entender e viver com base no conceito de que o domínio é seu.


O foco deve ser no que você está fazendo. Isso é o elemento sobre o qual você tem controle. Isso é o que é realmente importante. Isso é o que determina se você é feliz ou não.

Nunca é o que aconteceu com você, mas como você responde a isso. Como você lida com o que aconteceu com você? E o que você está fazendo aos outros e ao mundo? Traga a atenção para si, pois você mesmo é a única coisa que você pode controlar. É apenas você mesmo que você tem que melhorar.

É simples: se você aceita que tudo o que acontece com você é 100% sua responsabilidade, você tem 100% de poder para mudar como isso o afeta. E o inverso também é verdade. Se você sentir que não possui qualquer responsabilidade, você não tem poder algum. Seja um yogi, ou seja, uma vítima: a escolha é sua.

O poder tem que estar nas nossas mãos. E para você ter o poder, você não pode ser vítima. 

E com poder, você vai agir. E o agir é ajudar. É fazer algo de bom. Na linguagem do yoga, é fazer seu dharma. Ou seja, fazer o seu papel (não de outro) de acordo com sua essência.

Procure a solução. Procure ver o que mundo pede de você. Faça o seu papel. Tem coisa ruim? Tem! Tem gente fazendo errado? Aos montes! Adianta ficar falando disso e reclamado? Não. Se não for seu filho, seu político eleito ou seu subordinado/aluno, reclamar e apontar defeito é só veneno.

Fique longe daqueles que preferem reclamar e acusar. Só atrapalham. Seja do tipo que gosta de ajudar e procure essas pessoas para juntos ajudar ainda mais 

Seu amigo,

Giridhari Das


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: nomadsoul1 / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.