Comportamento

Use estas 5 dicas para desmascarar e desarmar “amizades” abusivas!

5 capa site Use estas 5 dicas para desmascarar e desarmar amizades abusivas

Sempre que falamos de relacionamentos abusivos, temos a sensação de que eles só acontecem no amor ou com familiares, mas saiba que nas amizades também.



Ter a possibilidade de escolher a pessoa de quem você vai se tornar mais próxima é um privilégio. Conseguir compartilhar seus medos, anseios, rir das mesmas coisas e até brigar  quando for preciso. Quem não tem um amigo com quem sabe que pode contar, independentemente da situação? Alimentar e cultivar esses relacionamentos é uma das coisas mais saudáveis que existem, principalmente se os amigos forem respeitosos.

Mas, e quando a amizade também se torna tóxica? Muitos acreditam que o abuso e o assédio só podem acontecer em romances ou, no máximo, com familiares, mas saiba que qualquer tipo de relacionamento pode revelar seu lado tóxico, inclusive nas amizades. Um estudo realizado em Taiwan, com alunos da sétima série do ensino fundamental, mostra que 8% dos casos de bullying são cometidos por amigos próximos das vítimas.

Se você quer identificar se está passando por amizades abusivas, a Dra. Fran Walfish, psicoterapeuta familiar e de relacionamento, em artigo para a Healthline, explica que existem alguns sinais que podem ser observados:


1. Seu amigo mente para você

De acordo com a profissional, se você descobrir sucessivas mentiras, saiba que existe um problema na relação de vocês. Todas as formas de envolvimento, seja ele íntimo ou não, devem se basear na confiança.

2. Nunca assumem a culpa ou a jogam para você

Se você confronta um amigo e percebe que ele tem adotado uma postura mais defensiva, ou mesmo inverte a situação, dizendo que a culpa é sua, talvez seja o momento de se questionar os motivos que o faz não reconhecer suas ações.


3. Pressionam para ganhar coisas

Pode ser dinheiro, objetos ou sucessivos favores, mas eles fazem isso de forma a parecer que quem quis dar foi você como forma de presenteá-los, ao invés de reconhecer que precisam devolver o que pegaram ou retribuir o favor em algum momento.

4. Sempre que se sente criticado, fica em silêncio ou faz com que você se sinta mal

Fazer tratamento de silêncio, evitar contato ou ser cruel apenas para que você se sinta mal são maneiras que as pessoas com comportamento abusivo encontram de “mudar a dinâmica do poder” para que consigam ter pleno controle da situação. Ninguém quer se sentir humilhado em nenhum relacionamento, muito menos inferiorizado pela outra pessoa.


5. Não respeita limites de espaço ou de tempo

Mesmo que tenha sido dito que você vai estar ocupado ou você mesmo tenha informado que deseja passar um tempo mais recluso, ele insiste em burlar sua vontade, impondo as dele.

E depois de conseguir identificar essas situações, sabe quais são as melhores formas de encarar ou desarmar esse suposto amigo? Confira!

1. Não o confronte


Saiba que nunca é válido confrontar pessoas manipuladoras e abusivas, elas querem apenas manter o controle da situação e não toleram rejeição. O melhor a fazer assim que compreender que está em uma situação abusiva é tentar reduzir o contato ou mesmo vê-lo apenas na presença de outras pessoas.

2. Fale sobre o assunto com outras pessoas de sua confiança

O silêncio é a melhor arma de amigos abusivos, então não deixe que eles se armem contra você, basta falar a respeito com outras pessoas. Você pode se surpreender com a força das palavras, e mais, vai descobrir que muitas outras já passaram por momentos similares, podendo dar dicas de como detectar sinais e como se defender. Crie uma rede de apoio sólida!

3. Procure uma terapia


Para as pessoas que vivenciam essa amizade abusiva por um longo período, os danos físicos e emocionais podem ser extensos, por isso, o melhor a fazer é buscar apoio especializado para compreender como você se sente diante do exposto e como pode ficar melhor.

4. Não se sinta pressionado

Muitas vezes, quando desconfiam que foram descobertos, os amigos manipuladores tentam a todo custo recuperar, pelo menos um pouco, o poder e a hierarquia que tinham estabelecido anteriormente. Podem surgir pressionando você a agir de determinada forma ou cobrando explicações. Não caia nessa! Responda de maneira evasiva e arrume uma desculpa qualquer para pular fora.

5. Entenda que a culpa que você carrega não é sua


Não é sua culpa a forma como essa amizade o deixou, assim como não é sua culpa se está se sentindo mal com a situação, como se não pudesse desmascará-la. Cuide de sua saúde mental, e mesmo que a pessoa tente fazer parecer que o erro é seu, saiba que não é. Justamente por isso é tão importante ter uma rede de apoio e fazer acompanhamento psicológico, pois são pilares que vão ajudar a encontrar forças em um momento tão delicado.

Se você está sentindo que a relação com seu amigo ou amiga está demandando muito da sua energia, que lhe tem feito mal, analise os pontos acima e reflita se não é o caso de estar em uma amizade abusiva e manipuladora.

Mãe se emociona e viraliza ao mostrar babá da filha cantando. “Parece uma princesa da Disney”

Artigo Anterior

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.