Vacina contra o câncer de mama pode estar disponível em menos de uma década!

A doença que atinge milhões de mulheres em todo o mundo é o foco de pesquisas de cientistas da Clínica Mayo, que estão esperançosos no desenvolvimento da vacina.



O câncer de mama é a segunda doença mais comum entre mulheres do mundo todo, segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), e isso faz com que os esforços para combater e prevenir a doença seja muito grande por parte dos cientistas especializados.

Já falamos por aqui que os pesquisadores da Clínica Mayo, na Flórida (Estados Unidos), estão trabalhando no desenvolvimento de uma vacina contra a doença, e agora trazemos uma atualização muito importante e animadora: a imunização pode ficar pronta em menos de uma década. Os profissionais dizem que essa vacina poderá estar disponível dentro de oito anos.

Também informam que ela não apenas interromperá a recorrência de câncer de mama e ovário, mas também atuará na sua prevenção.


O pesquisador Keith L. Knutson disse, em entrevista, em setembro de 2019, que a pesquisa está em fase inicial e que seriam necessários pelo menos três anos para que um estudo de fase 3 da vacina esteja disponível para um grande número de pacientes.

Ele explicou que os pesquisadores sabem que as vacinas são seguras e estimulam o sistema imunológico a combater o câncer, mas precisam realizar ensaios clínicos sólidos e rigorosos, para que elas sejam aprovadas.

A vacina desenvolvida por Knutson e Mayo estimula o sistema imunológico do corpo a matar células cancerígenas.

Knuston disse no programa Medical Edge, da Mayo Clinic que, com a ajuda da vacina, se pegarmos um resfriado ou algo parecido, desenvolveremos uma resposta imune a ele, o que mantém a doença afastada e também ajuda a eliminá-la. Esse mesmo conceito está sendo aplicado aos casos de câncer de mama.


Amy Degnim, cirurgiã da Clínica Mayo, explicou ao Mayo Clinic Minute que se os pesquisadores são capazes de treinar o sistema imunológico para reconhecer células anormais ou células cancerígenas (ou) pré-cancerosas, talvez o sistema imunológico possa eliminá-las antes mesmo de se desenvolverem.

A vacina da Clínica Mayo foi projetada especificamente para combater o câncer de mama, provocado pela superabundância da proteína HER2, o que significa que ela treina o sistema imunológico para reconhecer essa proteína específica.

O primeiro passo dos pesquisadores será testar a vacina em pacientes de alto risco, que tiveram câncer, para prevenir sua recorrência. Caso essa fase 1 comprove que a vacina é segura para as pacientes, a fase 2 será iniciada, para ver como a imunização funciona para um número maior de mulheres. Tendo sucesso novamente, o estudo de fase 3 estará disponível para muito mais pessoas.

Knutson está confiante no bom resultado do trabalho que está desenvolvendo. Ele comentou que a equipe viu sinais precoces de que a vacina tem um impacto muito positivo contra a doença e que estão trabalhando com essa confiança.

Agora nos resta aguardar e torcer pelo sucesso das pesquisas, para que a vacina esteja pronta logo!

Compartilhe a boa notícia em suas redes sociais com os amigos!

 

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.