publicidade

Vacina que pode curar o câncer está pronta para ser testada em humanos. Excelente notícia!

A vacina desenvolvida por cientistas australianos se mostrou promissora, principalmente, no tratamento contra cânceres no sangue.



A busca por vacinas capazes de prevenir ou até mesmo curar o câncer é uma meta de milhares de cientistas do mundo todo, há décadas, isso porque não há como negar os efeitos devastadores dessa doença no organismo.

O câncer, que se origina em determinado órgão, membro ou no sangue, pode se espalhar pelo corpo e, mesmo depois de curada, uma pessoa ainda corre o risco de ver esse mal ressurgindo, de uma hora para outra. Ou seja, o câncer é um dos problemas que mais ameaçam a saúde das pessoas mundo afora.

Contudo, graças ao empenho árduo dos profissionais da ciência, uma nova vacina promete revolucionar de uma vez por todas o tratamento contra essa terrível doença.

A nova vacina foi desenvolvida por uma equipe de pesquisa do instituto Mater Research, no The Translational Research Institute, em colaboração com a Universidade de Queensland.


De acordo com a principal pesquisadora da iniciativa, Kristen Radford, o medicamento tem potencial para ser usado no tratamento de uma variedade de cânceres no sangue, como a leucemia mieloide, linfoma, mieloma múltiplo e leucemias pediátricas. Cânceres de mama, pulmão, renal, ovário e pancreático, e glioblastoma também têm possibilidade de ser tratados com a vacina.

E o melhor é que o medicamento foi aprovado em todos os testes até então, tanto que já está pronto para passar pelo seu último estágio, que é o teste em humanos. Que excelente notícia, não é mesmo?

Kristen Radford detalha que a nova vacina é composta de anticorpos humanos fundidos com proteína específica do tumor.


Os cientistas estão investigando a capacidade de o medicamento atingir células humanas enquanto ativa a memória das células tumorais.

Direitos autorais: reprodução/The Translational Research Institute.

Segundo Radford, a vacina oferece uma série de vantagens que a distinguem de outra série de vacinas contra o câncer, que já se mostraram promissoras nos primeiros ensaios clínicos.

Uma delas é o fato de que a vacina tem justamente como alvo as células tumorais essenciais necessárias para o início das respostas imunológicas específicas do tumor, maximizando assim a eficácia potencial do tratamento, enquanto minimiza os efeitos colaterais do tipo de câncer de determinada pessoa.

O estudo foi publicado na renomada revista científica Clinical and Translational Immunology. O próximo passo dos cientistas é “desenrolar” os trâmites burocráticos para assim iniciarem os testes em seres humanos.

Que Radford e seus pares consigam esse feito e possam, muito em breve, revolucionar a medicina com esse medicamento contra esse mal terrível chamado câncer.

Você também ficou esperançoso ao saber do trabalho desses cientistas?

Deixe a sua opinião nos comentários e não se esqueça de compartilhar nas suas redes sociais.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.