Pesquisas

Vacinas contra o novo coronavírus dão resultado positivo em testes pré-clínicos na Itália

vacinas contra novo

Ótima notícia: vacinas testadas contra o Sars-CoV-2 alcançaram resultados positivos na Itália!



Ao que tudo indica, não vai demorar muito para que tenhamos uma vacina contra o novo coronavírus, graças aos grandes esforços que vêm sendo feitos pela comunidade científica diante desta pandemia.

Conforme reportado pela Revista Época Negócios, os testes pré-clínicos das candidatas à vacina contra o novo coronavírus, também conhecido como Sars-CoV-2, apresentaram resultados positivos.

Os testes foram realizados pela empresa romana Takis Biotech, que está conduzindo estudos com cinco vacinas. Ainda de acordo com a revista, o CEO da empresa, Luigi Aurisicchio, comunicou que houve “forte produção de anticorpos” com dose única.


Aurisicchio ainda relatou que os primeiros resultados nos modelos pré-clínicos revelaram que as candidatas à vacina possuem forte imunogenicidade e que entre elas há duas que parecem mais eficazes.

Os resultados definitivos dos testes serão anunciados em meados de maio e os testes em humanos poderão começar em setembro. Uma ótima notícia!

As vacinas que estão sendo testadas pela empresa italiana se enquadram na tecnologia conhecida como eletroporação, a qual consiste num impulso elétrico no músculo para causar aumento na permeabilidade das membranas celulares.

Essas vacinas foram criadas a partir de materiais genéticos correspondentes a diferentes partes da proteína “spike”, que o vírus utiliza para agredir as células e se multiplicar.


Mas essa não é a única boa notícia sobre vacinas! Uma das vacinas financiadas por Bill Gates deve ser começar a ser testada em pessoas. A empresa Inovio Pharmaceuticals recebeu autorização regulamentar para começar os testes da potencial vacina contra o novo coronavírus.

Conforme publicado no Business Insider, a vacina INO-4800 será testada em até 40 participantes adultos saudáveis, ​​na Filadélfia, na escola de medicina da Universidade da Pensilvânia, e em Kansas City, Missouri, no Center for Pharmaceutical Research.

Cada um dos voluntários tomará duas doses da vacina, com quatro semanas de intervalo.

Por conta da grande demanda atual, a Inovio afirmou que ampliará sua capacidade de produção e pretende ter um milhão de doses disponíveis até o final de 2020.


No entanto, de acordo com Anthony Fauci, líder da unidade de doenças infecciosas dos Institutos Nacionais de Saúde, nos EUA, será necessário pelo menos um ano para saber se alguma vacina é eficaz e segura contra o vírus.

Que ótimas notícias, elas enchem o nosso coração de esperança neste momento tão complicado!

Não deixe de compartilhá-las com seus amigos através das redes sociais!

 


 Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: scyther5/123RF Imagens.

Tem gente que espera o amor de sua vida, mas vive odiando todo mundo

Artigo Anterior

Séries de TV doam equipamentos médicos a hospitais para combater coronavírus

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.