6min. de leitura

Vai dar tudo certo

E o que é “tudo certo”? Ora, é quando as coisas não dão errado.


E é sério: só o fato de as coisas não darem errado já significa que estão dando certo. Essa equação é canalha, mas nem por isso incorreta, né?

O negócio é que uma hora ou outra tudo vai dar certo. E muito certo! A julgar pelo fato de que você é a única pessoa que pode fazer algo para as coisas darem certo, ou seja, muita da responsabilidade está nas suas costas. E ainda que não saiba o que fazer para que tudo o que deseja realmente aconteça, você sabe exatamente o que não deve fazer para atrapalhar seus sonhos.

Dar tudo certo não é exatamente alguém aparecer no chat e chamar você para sair, mas, sim, você sair sem ninguém e ser tão feliz, como se estivesse com alguém. Dar tudo certo não é exatamente aquele alguém voltar para você, mas você conseguir voltar a ser quem você gostava de ser antes de esse alguém aparecer.


A visão sobre as coisas darem certo é muito empobrecida, se reduzida apenas à condição de ter ou não alguém. Todos os dias, alguma coisa pode dar muito certo, talvez não como você gostaria, mas vai dar certo de um jeito bom para viver. E, é claro, entenda: nesse meio-tempo, muitas coisas dão errado também: você acorda achando estranho o seu cabelo, os e-mails não param de chegar, a felicidade do salário na conta acaba mais rápido do que o seu temaki favorito, entre outras coisas. Como leio por aí: “se fosse fácil, se chamaria miojo e não vida”, né, minha gente?

Sempre vale acreditar que vai dar tudo certo.

Qualquer dia você vai encontrar um banco vazio no metrô. Olhe, que legal! A banda de que você mais gosta vai anunciar um CD novo e talvez fazer um show no seu país. Que demais! A qualquer dia, você vai receber um novo elogio no trabalho. Sim! A qualquer dia, você vai “só dar uma passada” no shopping e acabar comprando uma nova roupa para chamar de preferida. Entende?

As coisas tendem a dar certo já no segundo em que mentalizamos coisas que queremos que deem certo. Nesse sentido, voltamos àquele assunto: se o tempo que temos é o mesmo, para que gastá-lo com um pensamento ruim, se temos um bom para aproveitar?


Posso falar? Vai ver essa pessoa aí que mora nos seus pensamentos não é aquela de quem você precisa agora. E pior: pode haver alguém clamando por atenção e ser exatamente quem você gostaria, e mais, ser exatamente como você seria. Outra coisa: as suas mensagens ignoradas podem ser prontamente respondidas, se você souber enxergar valor em outro nome aí na sua lista de contatos.

Deixe a saudade chegar. Logo mais ela vai passar. Fim. Este é o ciclo. Vai dar tudo certo.

Não perca tempo – aquele valioso e único tempo de que já falamos – tentando entender coisas que já aconteceram. Não tente filosofar em cima de hipóteses, como: “já sei, não aconteceu por isso”, “na verdade, faz sentido pensar que não rolou por aquilo”, “agora entendi o que aconteceu”. Olhe aqui, tome rumo e uma bebida de que gosta e pare de dificultar a sua vida.

É de paz que você precisa. Paz para os dias.

Paz para entrar no Instagram e sorrir com fotos de bebês. Paz para rir de vídeos engraçados que seus amigos postam no Facebook. Paz. De novo: paz. Ou escolha viver no inferno stalker de investigar “quem é essa de quem ele curtindo foto?” ou “quem é esse cara que ele seguindo agora?” Está fazendo sentido?

Vai dar tudo certo. Mas, se você desanimar e achar que não, é só se lembrar de tudo o que já deu certo. É só se lembrar de que depois do seu “último amor para toda a vida”, apareceu um “novo amor para toda a vida”. É só se lembrar de que “depois daquela viagem inesquecível”, outra “viagem inesquecível” aconteceu. E assim a vida funciona. O que deve mudar é a forma como a vemos.

Vai dar tudo certo mas, para isso, você precisa ajudar, querendo que realmente tudo dê certo.


Em pelo menos 1 minuto das 24 horas do nosso dia, a gente sorri. Por isso, use a hashtag #1Minuto1Sorriso para marcar a foto que o fez feliz no seu dia. Pode ser o céu azul, uma selfie, uma flor, qualquer coisa que transmita uma energia boa. A ideia é uma só: espalhar bons sentimentos. Vamos?

 

Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: Vladimir Tsokalo/Unsplash.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.