publicidade

Valorize-se e cultive o amor-próprio!

Por muito tempo busquei a perfeição em todos os aspectos da minha vida, principalmente, na aparência física.

Há alguns anos emagreci 12 kg com dietas malucas, remédios e treinos intensos. Queria ser a “Barbie, só esquecia de um detalhe: não existe “Barbie” na vida real. Não existe ninguém perfeito. Existem pessoas com defeitos e qualidades.



Tinha a falsa crença que ao estar magra teria aprovação e aceitação das outras pessoas.

Era extremamente fútil, tinha a necessidade de chamar atenção e ser vista. E no final, isso era extremamente vazio e frustrante. Fazia dieta, treinava para os outros, sendo que minha vontade era de comer e não tinha vontade alguma de treinar.

Não me aceitava, porém precisava da aceitação alheia. Achava que magra, chamaria atenção e arrumaria um homem perfeito. Mais um erro!


Existe uma grande diferença entre ver e enxergar. Eu era vista, porém, não era enxergada. As pessoas viam somente um corpo com roupas curtas. Conseguia chamar atenção e o que eu ganhava com isso? Absolutamente nada, ou melhor, atraía homens que mão queriam nada com nada.

Nossa vida é dividida em ciclos, cada um de 7 anos e quando iniciam-se são transformadores.

Em janeiro fiz 28 anos, estou no 4° setênio e minha vida mudou completamente em todos os sentidos.

Hoje quero ser enxergada pelo o que sou e não somente vista por um corpo. Meu guarda-roupa mudou totalmente. Estudei moda, sabia que a roupa pode passar uma imagem positiva ou negativa, porém usava roupas curtas propositalmente.


Hoje, eu me aceito exatamente do jeito que sou, treino para me sentir bem e liberar o estresse do dia a dia e não para ser aceita pela sociedade. Tenho uma alimentação balanceada porque gosto de alimentos saudáveis, isso não quer dizer que eu não coma pizza ou chocolate no final de semana.

E tudo o que faço hoje é para mim, pela minha saúde, autoestima e felicidade, jamais pelos outros. Isso não é egoísmo, chama-se amor-próprio.

Aprendi que, quando realmente amamos, aceitamos e aprovamos a nós mesmos exatamente como somos, tudo na vida funciona. Falo isso por experiência própria.

A autoaprovação e autoaceitação são as principais características para mudanças positivas em nossas vidas.

Jamais devemos nos criticar, eu me critiquei por anos e não deu certo. Só ficava frustrada e sentia um vazio imenso.

Amar a nós mesmos é algo que realiza milagres em nossas vidas. Hoje me coloco em primeiro lugar em todas as situações. Eu me respeito, sou gentil comigo mesma e isso faz toda a diferença. Sou grata pelo milagre do meu corpo e da minha mente. Não preciso agradar a falsos padrões e, ao invés disso, ser meu próprio padrão!

E o meu conselho é para se amarem e se respeitarem acima de tudo! Façam as coisas para se sentirem bem e não para agradar alguém. Isso faz toda diferença na nossa vida!

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.