AmorAstrologia

Veja como cada signo ama:

ÁRIES



(21 de Março – 20 de Abril) 

Signo de fogo e cardinal, Áries é uma pessoa de ação , o que mais lhe preocupa no mundo é ele mesmo. Não tem grandes ambições, nem espera muitas coisas, nem acredita firmemente numa convicção política ou religiosa, centra-se na afirmação da sua própria personalidade.

Quando se apaixona projeta quase sem perceber toda sua energia para a outra pessoa com a força enorme que lhe dá Marte, seu planeta regente. É possível que seu companheiro, seja qual for o signo, se surpreenda muito com a paixão de Áries. Não só a energia sexual, se não a intensidade das emoções que desencadeia. A resposta é que Áries funciona como uma criança grande. Entrega-se totalmente àquilo que vive nesse momento sem se importar com o que aconteça. Sexualmente, Marte lhe faz muito potente e expressivo e isso só lhe proporciona satisfações nas suas relações amorosas, Mas Áries costuma amar só uma pessoa, se concentra nela e só vê essa pessoa. Quer dizer que dificilmente é infiel. É diferente quando o amor que sente desaparece. Também acredita no companheiro clássico, e no matrimonio. Se pode, evita casar.


Não necessita fazê-lo para ter companhia porque, ainda adore ter companhia, também lhe diverte e é completamente feliz por sua própria conta, pensando nas aventuras que se meterá quando sair da que está vivendo. Não conhece a integridade nem a procura do prestígio social já que só lhe importa a valorização que fazem de si mesmo e se consideram satisfeitos se conseguem os objetivos a que se propõem É um grande conquistador, sobretudo durante os anos da sua juventude porque nunca pensa nem por um momento que pode falhar nas suas aventuras amorosas. Se isso acontece, esquece com rapidez graças a sua fantástica má memória que lhe acarreta muitos problemas, mas que também lhe preserva de muitos complexos e inseguranças.

Gosta de cortejar, ser o primeiro a dar o passo na conquista e muda o semblante e o caráter quando se apaixona pela pessoa a que se propõe. No matrimonio, depois de muitos anos de convivência, se converte numa pessoa de difícil trato e muitas vezes chatos.São demasiado exigentes mas com os filhos procuram estabelecer um ambiente de confiança e camaradagem que será perfeito para a educação deles.Ainda sem ser guloso, muitas vezes é preso pelo estômago já que gostam da boa mesa, lógico tendo em conta as muitas energias que desgasta durante o dia, adora carros esportivos e na sua casa haverá móveis simples mas sólidos, à prova de golpes.


TOURO


(21 de Abril – 21 de Maio)

É o mais realista de todos os signos, o mais tenaz e teimoso. O caráter é contraposto: por um lado existe uma necessidade extraordinária de dominar as outras pessoas e ser alguém, há outra parte que é decididamente preguiçosa. Sua preguiça é o amor para com o “dolce far niente”, a vida cômoda e poucos são os signos que sabem relaxar com tanta facilidade. Tudo isso afeta sua forma de entender o amor. A vida sentimental é para ele, apesar de sua rudeza e timidez, importantíssima e está sedento de afeto.

Touro é regido por Vênus, o planeta do Amor, e isso o leva inevitavelmente à aventura amorosa. Vai em busca da paixão e quando encontra o companheiro que lhe inspira se converte num amante terníssimo, afetuoso e apaixonado. Só o amor lhe produz vibrações e emoções e quando não está apaixonado é uma pessoa vazia e infeliz. É um artista na hora de criar um clima romântico para um encontro. Se convida para jantar na sua casa à pessoa de quem gosta, cuidará até o último detalhe para que o ambiente conduza inevitavelmente a um encontro amoroso mais profundo. Gosta de gente bonita, harmônica e quando se apaixona de verdade
não parará até conseguir que a pessoa que ama lhe corresponda. Quando começa uma relação amorosa espera encontrar no seu companheiro tudo o que há de comum com ela e basear nisso o relacionamento. É muito prático e não vai a procura de romanticismos. Mas, não costuma se aproximar de pessoas que não tenham demasiado a ver com sua forma de ver a vida.


Geralmente é afetuoso e tranqüilo mas seu maior problema é que procura conservar tanto suas relações, que chega a sufocar o outro. É muito possessivo com o ser amado, da mesma forma que é possessivo e cuidadoso com as coisas que tem em volta dele e que lhe proporcionam a segurança e o conforto que lhe são fundamentais para sentir-se seguro e querido. Emocionalmente é muito sensível, vulnerável e as feridas permanecem por muito tempo. Se seu companheiro lhe pede um pouco mais de liberdade, interpreta isso como uma crítica do seu amor por ele e se sente ferido. Teme que, se for abandonado, perderá sua segurança e é por isso que luta para conservar o amor. Lhes assusta muito que alguém lhe tire algo que considera seu. Isso piora as coisas e não costuma acabar bem com os amantes que não gostam de ser possessão de ninguém.

Às vezes, estas aventuras ou relações que acabam com a fugida do outro lhe fazem sentir como se fosse um mostro, mas em seu ânimo não há má intenção, só o fato de que não sabe funcionar de outra maneira. Geralmente, o que mais lhe convém é uma relação entre duas pessoas que se sentem seguras emocionalmente uma com a outra e compartilham as mesmas necessidades e temores. Quando a encontra é feliz porque lhe permite construir seu projeto de vida. Na casa que monta se respirará sempre a segurança. É um lar mais que uma casa e sua família sempre se sentirá segura com ele porque gosta de representar o papel de centro da família.


GÊMEOS


(22 de Maio – 21 de Junho) 

O que mais Gêmeos precisa é de alguém com quem falar, para poder traduzir seus pensamentos em palavras e expressá-los falando. Por isso, talvez, seu relacionamento favorito é a amizade. Mas, a fascinação que sente pelas palavras fica demonstrada plenamente quando se apaixona de verdade. Egoísta, e por demais preso a si mesmo. Gêmeos é um mestre no jogo do amor, que parece ter sido inventado por ele para seu próprio deleite. Adora cortejar, seduzir, conquistar. Para ele é um prazer para si mesmo, mais que para a pessoa que persegue. Geralmente gostam muito dele e seu maior atrativo consiste na sua capacidade de agradar pela palavra. Se expressa com fluidez e o que fala é sempre muito interessante. Mas Gêmeos não gosta que fiquem de acordo com tudo que ele fala e aumenta sua habilidade oratória quando quem ouve está em desacordo e pensa o oposto.

Quando se interessa por alguém e quer conquistá-lo, Gêmeos se transforma convertendo-se num ator perfeito que não hesitará em mentir se assim o exige o jogo. Adora quando encontra certa oposição na pessoa que pretende, porque isso faz com que tenha que se esforçar para encontrar o recurso que o leve ao objetivo. Não é uma pessoa apaixonada, sua sensualidade está muito controlada, gosta das historias de amor, menos as platônicas, que nunca se concretizam no amor físico, porque pode acomodá-las na sua imaginação como ele tiver vontade.

O romantismo forma parte do seu jogo amoroso, junto à melancolia. Como as relações sexuais lhe exigem um envolvimento do que não gosta porque supõe responsabilidade e uma mínima seriedade, gêmeos acaba por converter seus amantes em seus amigos. Não é só culpa sua, seu companheiro acaba optando por isso mesmo porque intui que é a forma de poder chegar ao coração de gêmeos, um coração muito relativo porque ele é um signo de Ar, terrivelmente mental, que se perde por essas estratosferas e procura não pôr os pés na terra nem se afundar no mar incerto dos sentimentos. Não é que lhe desagradem as relações sexuais, o que acontece é que suas energias são primordialmente mentais e quando alguém lhe interessa de verdade prefere expressá-lo de forma verbal, mais do que física. A energia de Mercúrio, seu planeta regente, não funciona através do corpo como as de Marte ou Vênus, mas sim pela via do intelecto. Em Gêmeos, Mercúrio se manifesta da forma mais rápida e superficial, diferente dos outros signos de Ar do Zodíaco.


No matrimônio, Gêmeos sempre enfoca seu relacionamento estabelecendo vínculos de amizade que levam a um relacionamento estável e duradouro. Não casa a não ser que seu companheiro/a assim o peça, porque é pouco amigo de formalidades Muitas vezes é o motor da sua relação e como teme a rotina e a monotonia será o encarregado de introduzir tudo aquilo que mantenha a união viva numa perpétua mudança.Com ele a vida é divertida, nada monótona e claro, nada silenciosa.


CÂNCER

(22 de Junho – 23 de Julho) 


Para Câncer todas as relações pessoais são importantes, mas a amorosa é fundamental. Cada vez que conhece alguém é inevitável que entrem em jogo suas emoções e sua viva intuição e não é estranho que se apaixone. Em qualquer um dos casos, nunca conseguirá sentir-se indiferente com respeito às pessoas que tem na sua frente: ou sente simpatia e afeto ou definitivamente lhe cai mal. Se sente antipatia ou se sente incomodada, entrará em funcionamento sua reserva. Se fechará e nem um torturador da Inquisição conseguirá lhe tirar uma palavra. É sua forma de expressar desagrado ou desinteresse ou de defender-se do que não gosta. Mas nem sempre seu “fechamento” tem essas causas tão simples de entender. Câncer é um signo cardinal de Água, regido pela lua, que está submetido a fortes mudanças de caráter e humor dependentes das fases do satélite. De repente, sem prévio aviso, se fecha e não dirige a palavra a ninguém ou se mostra chateado ante a mais leve crítica ou se sente o mais desgraçado dos mortais… Estas reações estranhas lhe proporcionam muitos problemas nas suas relações pessoais (não digamos nas amorosas) mas não tem remédio.

Cãncer deve ser aceito assim ou, simplesmente, evitá-lo. A obsessão de Câncer é encontrar o amor da sua vida. Romântico e sentimental, acredita que essa pessoa existe e desde sua mais terna juventude, seja ou não consciente disso, a procura com empenho. Porque apesar do seu caráter tímido e um pouco auto-subestimado, Câncer é dos que acredita que se quer certas coisas na vida, tem que ir buscá-las. Essa determinação lhe faz mexer-se, viajar, conhecer muita gente.

Ao longo da sua vida tem muitas aventuras amorosas mas jamais fará alarde disso. Nesse aspecto, possui o dom da elegância inata. Muitas de suas relações terminam por culpa das suas imprevisíveis mudanças de humor, suas susceptibilidades e os ciúmes que, terríveis e tenazes, se apoderam dele pelo mínimo. Câncer é das pessoas que troca mais de expressão e de forma de ser, dependendo se está ou não apaixonado. Se não tem um companheiro, pensa em tê-lo e pede para seus amigos a cordialidade e carinho mínimos que necessita para funcionar. Se se sente sozinho e abandonado se abate e nem sequer o trabalho conseguirá lhe animar.

Quando por fim encontra a pessoa que considera seu “ideal” amoroso é dos que propõe matrimonio sem vacilar. Ele acredita nessa instituição e não pode viver sem ter um lar quente e acolhedor que lhe preserve das ameaças e durezas da vida externa. Sua casa estará agradavelmente desordenada com livros e brinquedos por todas partes. os móveis serão uma estranha mistura de modas passadas e atuais e as tapeçarias terão cores relaxantes sem adornos. Não é sibarita em questão de comida, mas a alimentação joga um papel importante na sua forma de dar amor. Câncer gosta de dar, alimentar. É melhor anfitrião que hóspede, lhe encanta organizar reuniões onde todo mundo se sinta confortável e relaxado. Na sua casa se comerá sempre bem e abundaram os pratos de peixes e os lácteos.



LEÃO

(24 de Julho – 23 de Agosto) 

Este é um signo de Fogo regido pelo Sol. Isso explica porque um Leonino sofre se fica em segundo plano numa reunião e é totalmente feliz quando conta com uma corte de adoradores da sua personalidade radiante e magnifica. Não todos os Leoninos querem ou necessitam de uma relação amorosa que dure por toda a vida. Na realidade, lhes atrai mais a idéia de dispor de várias pessoas que fiquem perdidamente apaixonadas por ele e lhe admirem sem reservas. Leão sabe cuidar muito bem de si mesmo e jamais se sentirá abandonado nem asilado porque é aberto e sociável e sempre terá alguém perto.


Tem uma personalidade magnética que atrai, sobre tudo aos signos de Água. Sempre que Leão começa uma relação com alguém, por profunda que esta chegue a ser no futuro, a enfoca da mesma maneira: ele oferece algo e espera conseguir algo em troca. Generoso e desprendido, não tem problema em dar toda sua energia vital – e tem muita – porque toda essa força que transmite aos que estão ao seu redor volta para ele em forma de admiração e reconhecimento.

Nas suas relações amorosas, Leão é um amante ardente e cheio de vitalidade. Seu amor é constante, não está sujeito a mudanças de humor e é improvável que troque de companheiro por própria iniciativa. Só o faria se essa pessoa lhe chamar de egoísta porque a única coisa que o Leonino não suporta nem perdoa são as críticas. Sobretudo as que acertam.

Como não são inconstantes nem tem desejos passageiros, as relações amorosas com pessoas que são desse jeito com eles os ferem com muita facilidade. Às mudanças dos seus amantes as interpretam como uma crítica a sua pessoa. Vive o amor com todo o luxo que pode permitir-se porque Leão ama o grande, o esplêndido, a riqueza. Ainda não sendo uma pessoa bela, ele é quem escolhe seu companheiro porque tem tanto êxito por sua atrativa personalidade que arrasa onde chega.

Tem muitas oportunidades de ser infiel e, de fato muitas vezes o é, mas se está casado pede o divorcio, porque sente um grande respeito por uma instituição como o casamento ou um relacionamento estável. Ter uma família é algo do que gosta porque nesse âmbito pode dar renda solta a uma das suas grandes paixões: dominar, ensinar e educar. O que faz com seu cônjuge e, como não, com os filhos. Intenta sempre que seu companheiro não lhe supere intelectualmente para não ver-se complexado, mas também não lhe importa demasiado graças ao elevado conceito que tem de si mesmo. Educa os filhos com uma grande amplitude de meios, esperando que algum dia essas crianças tenham as riquezas que ele não teve. Não é um cônjuge cômodo. Reclama quando a casa não tem a perfeita organização que ele gosta e não perdoa a traição apesar de que ele possa ter dado suas escapadas com a maior das impunidades. Mas nem sempre as tintas são tão pretas.

Apaixonado , Leão ama com uma ternura infinita e uma dedicação completa. Se apaixona com facilidade e a vida com ele pode ser uma emocionante aventura que sempre atende como se sua visita fosse uma festa. Seu lar será cálido, com uma decoração da mais luxuosa e recarregada que Leão possa permitir-se, onde o sentido do prático brilhará por sua ausência.


VIRGEM

(24 de Agosto – 23 de Setembro)

Afetivamente, Virgem tem limites precisos. É uma pessoa que desperta a curiosidade porque é inteligente, difícil e reservado e esse fechamento em si mesmo faz pensar que esconde uma alma atormentada e romântica. Há algo disso, porque no fundo Virgem sofre por não poder lançar-se de cabeça nas questões do amor.

Esse mundo da paixão e do sentimento é algo totalmente desconhecido para ele e sua reserva, seu realismo, sua prudência natas, lhe levam a desconfiar do que poderia suceder se ele se abandonasse aos incertos desígnios amorosos. Essa desconfiança do mundo exterior e sua necessidade de calor humano fazem que se aproxime timidamente as pessoas que estão perto dele. Se sente mais confortável fazendo amigos que cortejando e é muito difícil que se apaixone num primeiro olhar. Só um romance tórrido com uma pessoa com muita energia e compreensão conseguiria fundir o gelo dos seus sentimentos, mais adormecidos que inexistentes. É quase impossível que Virgem encare o amor como um rapto, uma paixão violenta.

É muito sensual, com uma sensualidade que pode atuar em frio, por pura necessidade fisiológica. Seu caráter metódico, esquivo, obsessivo com os detalhes e sua dedicação ao trabalho, deixam pouco tempo para as aventuras amorosas nas que se verá envolvido por decisões de outro. Como é um amante da perfeição, gosta de admirar a pessoa amada, falar para si mesmo que é perfeita, ou quase. Seus amores acontecem quase sempre com outros signos de terra (Touro e Capricórnio) porque os de Fogo não entendem sua paciência e insistência em fazer as coisas como é devido, por outro lado os de Ar ficam nervosos com a forma de virgem levar tudo a serio. Também os de Água, por serem compreensivos, se dão bem com virgem nas questões amorosas.

O melhor que pode acontecer a Virgem no amor é que o relacionamento com seu parceiro tenha um certo teor de superficialidade. Isto é porque quando Virgem se envolve de verdade nos seus sentimentos para com outra pessoa, concentra sobre ela sua capacidade crítica e, em um nível tão íntimo, isso tem resultados destrutivos para o relacionamento amoroso. O melhor para ele e para quem está ao seu lado é que se coloque o casamento ou a relação como uma amizade com objetivos comuns.

Virgem sucumbe invariavelmente ante uma pessoa que lhe peça proteção e cuidados, o que oferece em grandes doses pedindo em troca só uma vida ordenada. Exige lealdade, não se importa se não existe demasiado ardor, mais sim afeto e carinho, e por sua parte, sempre é fiel. Leva a sério o casamento e jamais ele termina o relacionamento. É muito provável que o amor surpreenda Virgem no lugar de trabalho, ao que se dedica em corpo e alma e admira os que o fazem. Como sabe muito bem o que quer e como o quer, seu lar será um reflexo dessa forma sua de ser que tanto o define: será uma casa prática, confortável, bem organizada onde nada precisará de utilidade.


LIBRA

 (23 de setembro – 22 de Outubro)

Se o Amor fosse uma marca comercial, Libra seria seu representante. Libra e as relações, sejam de que tipos forem, são uma mesma coisa em Astrologia, mas a que melhor representa este signo Cardinal e de Ar é o amor, por seu planeta regente, Vênus. Poucos signos sentem tanta necessidade de exteriorizar-se através de outra pessoa como o encantador e fascinante Libra.
Necessita de alguém com quem compartilhe suas idéias, seus sonhos, seus dias e suas noites. Sua carreira afetiva é muito brilhante porque possui uma beleza além dos padrões estabelecidos e é um sedutor nato. Sempre é Libra quem seduz ainda que às vezes pareça que é o cortejado. Dispõe de muitos recursos na arte do galanteio, no que é um expert e sabe instintivamente qual é a melhor forma de conquistar a quem tem diante. Poucas, muito poucas pessoas lhe resistem porque é um mago da diplomacia
e o tato e utiliza o sorriso e o olhar com uma maestria inigualável. Sua inteligência, sua facilidade de palavras e uma elegância natural que se percebe inclusive se está mal vestido, fazem o resto. Libra é feliz assim, atraindo, sendo agradável, encantador, e o pior que pode lhe acontecer neste mundo é se encontrar com alguém que não goste dele, Imediatamente se derruba e fica se questionando. Essas situações lhe produzem uma enorme insegurança, se sente não querido, da mesma forma que quando encanta uma nova pessoa se sente terrivelmente gratificado e inclusive amado. Como bom romântico que é, Libra prefere o amor platônico, o jogo da sedução, os suspiros pelo amor não correspondido ao invés da paixão ardorosa propriamente dita. Quando o amor é tangível e a pessoa está rendida a seus pés, ele perde bastante interesse. Isto responde também ao fato de que Libra se mexe em terrenos um pouco superficiais. Emotivamente é tirando a frio e não vivem os sentimentos com intensidade. Não se envolve
nas relações afetivas e os excessos amorosos de outros signos lhe parecem de mau gosto. Nisso pode chegar a ser quase ridículo.
Libra tem fama de ser muito infiel e é verdade. Não pode viver única e exclusivamente só uma relação amorosa. Se estiver livre de compromisso passa de uma aventura para outra sem passar demasiado tempo numa mesma cama, mas, se está casado ou comprometido, se vira para ter suas aventuras. Também é verdade que não lhe interessam só as relações amorosas.
No fundo, o que Libra necessita é entrar em contato com outras pessoas, estabelecer relações pessoais de qualquer tipo. Não é estranho se o nativo deste signo der “vida” a seus móveis favoritos, a animais de pelúcia e afirmem convencidos de que seu cachorro ou gato lhes fala. Para eles é vital sentir que não estão sozinhos e conversar com outros é um sistema de assegurar-se que têm companhia. Se o casamento funciona sem tensões, Libra é um dos melhores cônjuges que existe porque se acomoda com tranqüilidade no lar satisfeito e feliz de sua família, à que se sente muito unido.


ESCORPIÃO

 (24 de Outubro – 22 de Novembro)

Todos os nativos de Escorpião são muito “sexys” e essa característica é por causa da regência planetária de Marte que lhes dota de uma fortíssima energia sexual que é captada, ainda seja inconscientemente, por todas as pessoas que se relacionam com eles. Isso não significa que todos os Escorpianos tenham que despertar desejos sexuais nos seus interlocutores, mas as emoções físicas desse nível se põem em atividade quando um destes nativos astrológicos anda pelo meio.

No Zodíaco, cada signo está relacionado com uma arte do corpo humano e no caso de Escorpião essa correspondência se estabelece com os genitais. Esta associação dá um dado significativo sobre eles. Os genitais são uma parte do corpo que a maioria das civilizações esconde e são fonte de vida ou de morte.

Da mesma forma, Escorpião é reservado e misterioso e uma das características que mais lhe definem é a intensidade do seu caráter. Tão grande é sua força que Escorpião pratica um autocontrole muito grande sobre seus instintos apesar do que os que nascem sob esta constelação encontram no intercâmbio sexual uma das suas melhores formas de expressar-se. Escorpião não tem vida “sentimental”. O mais correto seria dizer que se trata de vida “passional”. Para ele o amor não se entende se não se trata de uma paixão abrasadora que apaga todas as demais coisas ao seu redor.

Exerce uma fascinação magnética que se percebe claramente nos seus olhos. Tem uma forma de olhar profundo e direto e certa qualidade aquosa no olhar que não entende de diplomacias e cortesias e parece meter-se no interior de quem é olhado. Como ama a tragédia acima de tudo, Escorpião se sente muito atraído pela combinação escalofriante do amor-morte.

A sensualidade excessiva que lhes caracteriza muitas vezes tem bastante que a ver com o conceito de morte que tem e a sensação de que não querem perder um tempo precioso. É um maestro no sadomasoquismo, o amor misturado com o ódio, e seus excessos sensuais podem ir seguidos de períodos de completa abstinência que se entendem pela capacidade de autocontrole que possui.

A vida junto a Escorpião é difícil porque a sombra dos ciúmes está onipresente nas suas relações afetivas. Sua necessidade de possuir é inclusive maior que a dos signos de Terra (Touro, Virgem, Capricórnio) e isso lhe obsessiona tanto que acaba vendo amantes onde não existem. Pode chegar a ficar tão obsessivo com a idéia, que consegue romper relacionamentos afetivos nos quais seu cônjuge lhe era rigorosamente fiel. Não gosta do matrimonio porque não gosta de se sentir preso e não acredita demasiado nas convenções sociais e na maioria dos casos seus grandes amores sucedem fora da sua relação afetiva estável.

Na realidade, para Escorpião é difícil chegar a um relacionamento duradouro porque são demasiadamente reservados. Este desejo por ser duros, impenetráveis e sentir-se protegidos, explica a fixação ao corpo na maneira de vestir. Escorpião, mais que outro signo, expressa sua sensualidade mediante a roupa e costuma preferir a cor preta e as formas provocativas.


SAGITÁRIO

(23 de Novembro – 21 de Dezembro) 

Alegre, entusiasta e idealista, este signo de Fogo inicia cada uma de suas conquistas amorosas com um extraordinário otimismo.
As pessoas provocam nele uma curiosidade que nada tem a ver com a fofoca nem a maldade. Simplesmente lhe interessam as pessoas com as quais entra num relacionamento. Cada uma dessas pessoas é um novo mundo a explorar e descobrir.

O desconhecido é um objetivo para Sagitário que se dispõe a desentranhar o mistério como uma criança se apronta para jogar bola. Como é um idealista, seu amor deve ser elevado, único, diferente… talvez porque no fundo busca a pessoa ideal, das que se apaixona até a medula. Sagitário é um conquistador. Gostam dele, e sabe disso e não duvida em aproveitar todas as oportunidades que se apresentam para ter aventuras amorosas.

Quando tem um companheiro estável ou está casado, isso é motivo de discussões ou choros desconsolados da sua companheira/o mas o certo é que este signo não pode evitá-lo. Prova de que não há maldade nas suas aventuras é que nunca as oculta. Por isso suas relações amorosas muitas vezes são demasiado complicadas.

Muitos dos Sagitarianos, que conhecem sua natureza e sabem o que acontece, optam por se manter solteiros e evitar os problemas que lhes proporciona ser tão promíscuos afetivamente. É um signo simpático, aventureiro, perfeito conversador, que conquista pela alegria que sem saber comunica. Não necessitam de protetor e não gostam demasiado proteger porque são terrivelmente independentes. Jamais ficam com alguém porque lhes dá estabilidade e rompem de imediato seus vínculos afetivos se percebem que ficam estancados no seu processo de aprendizagem e crescimento.

Por isso podem chegar a ser cruéis, porque não duvidarão em deixar alguém em prantos às suas costas se ter a mínima suspeita de que a outra pessoa depende muito dele. Gosta dos companheiros de viagem mas não as pessoas que ficam dependentes. Nisso não duvida em ser intransigente e como não tem medo de falar nem é diplomático, solta estas pessoas como dá na sua cabeça, ainda que logo se arrependa. Como o resto dos signos de Fogo, possui um forte impulso sexual, é imaginativo e se desenvolve muito bem na cama.

O sexo lhe proporciona um prazer intenso, mas se entrega sem a profundidade de Escorpião ou o compromisso de Touro. Entende o sexo como um ato criativo onde gasta parte da sua energia. Gosta de crianças e ainda chegando à estabilidade do matrimonio quando está realmente convencido, é para as crianças um ótimo companheiro de jogos. Seu ideal de lar é uma granja com muitos animais onde poderia ter cavalos, o animal que lhe representa (Sagitário é para o Zodíaco um Centauro, figura mítica que combina metade homem metade cavalo). Jamais terá um lar sofisticado e a verdade é que, se fosse para escolher onde quer viver, escolheria uma barraca para acampar.


CAPRICÓRNIO

(22 de Dezembro – 20 de Janeiro) 

Como é regido por Saturno, um dos planetas lentos, Capricórnio sempre é cauteloso e valoriza sempre as possíveis repercussões antes de entrar numa relação, sobretudo tratando-se de uma história amorosa. Pessimista, temeroso diante de tudo o que seja novo e de caráter puxando para taciturno, Capricórnio é desde os primeiros anos da sua vida uma pessoa que necessita rodear-se de muito otimismo para não cair nas negras faces do sentido trágico da vida.

Entende o amor como algo cheio de obrigações, desprovido de cores e que lhe afasta do seu verdadeiro objetivo: o triunfo na sociedade, que seja reconhecido publicamente. Tem tendência a manter longos relacionamentos amorosos, mas não únicos, porque não é fiel ainda que pareça. Baseando-se em que tudo que parece nem sempre é, Capricórnio tem mais êxito e atrativo do que pode pensar-se a principio. Não lhe faltam aventuras, muitas porque são oferecidas pelo destino, de bandeja, e outras porque ele mesmo busca. É um signo Cardinal, dos que não esperam que a casualidade lhes ofereça as coisas feitas, assim é que aproveita a mínima oportunidade que se apresente no terreno amoroso.

O amante de Capricórnio acredita que por trás da sua forma de ser taciturna e reservada encontrará diamantes brutos, mas, se vai com esses propósitos românticos, terá uma boa surpresa porque por trás dessa frieza inicial, há mais frieza. O único que de verdade emociona a Capricórnio é o trabalho. Talvez porque é tão clássico nos seus conceitos que acredita que esse é o único caminho para conseguir o reconhecimento social.

O poder, um status elevado, a riqueza, são coisas que para ele tem maior atrativo e erotismo que acariciar a pele da pessoa amada. Talvez a chave esteja em que o companheiro ou amante utilize uma lingerie fina, estampada em dólares. Mas cuidado, Capricórnio também se apaixona, e pode chegar a se apaixonar muito, ainda que nunca como um adolescente. Estará feliz, sorrirá muito mais que de costume, inclusive se permitirá opinar que a vida é bela, mas ninguém o descobrirá dançando sozinho no seu escritório ou sussurrando palavras ternas ao seu amor, do telefone da oficina.

Seu sentido do ridículo, do socialmente aceitado é demasiado forte para esses luxos. Capricórnio é dos que se casam, dos que formam uma família e dos que aspiram ter a melhor situação possível para eles. É um cônjuge complicado e difícil, a quem desagrada profundamente à desorganização e demasiado barulho, e algumas vezes dão ataques de histeria que por sorte não persistem. É afetuoso, mas não acha necessário demonstrar seus sentimentos e uma das coisas que mais lhe preocupam é se assegurar o “dia de amanhã”. É curioso, mas daquelas pessoas que, se recebe uma herança eterna, procura aumentar o patrimônio. Gosta muito mais do dinheiro que de sexo, mas quando se libera é um amante apaixonado e inclusive solícito.


 AQUÁRIO

(21 de janeiro – 19 de Fevereiro)

Intelectual e vanguardista, Aquário sempre busca nas suas relações com as pessoas coisas diferentes do que esperam o resto dos signos. O básico para ele é não perder sua identidade ao unir-se a outra pessoa nem se deixar levar pelo estado irreal da paixão. Aquário desconfia das águas turvas do sentimento e prefere a clareza do pensamento. Fascinante e complicado, exerce uma forte atração por seu ar ausente, seu jeito fantasioso de explicar-se e por seu aspecto externo que sempre é, ainda seja por algum pequeno detalhe, diferente ao dos outros.

Tem sempre um ponto de melancolia, nostalgia, no seu olhar e sua cabeça está cheia de idéias que giram em torno a questões elevadas. Aquário não sente grande interesse pela sexualidade nem sente a necessidade de trazer filhos ao mundo como se fosse um dever para a Humanidade. Não acredita que seus sentimentos pessoais ou amorosos sejam a melhor via para dar vazão à sua inquietude. Por tudo isto, as relações sentimentais que estabelece são algo frias, controladas e realistas.

Não sendo uma pessoa sem sal, Aquário não faz concessões às fantasias do amor como é o caso de Peixe. Se utilizamos uma metáfora musical, que tem a ver com aquário, porque Aquário é um apaixonado da música, este signo de Ar ,mas regido por Saturno, enfoca as relações amorosas como uma lenta e fria melodia de jazz, sua música preferida. Mais que um encontro físico, Aquário espera que suas relações sirvam para o intercâmbio de pensamentos e idéias com as pessoas de quem gosta.

O papo e a companhia são para ele mais importantes que o contato sexual ou as ataduras de uma união emocional. Ele necessita sentir-se independente, ter seu grupo de amigos. O que de verdade lhe irrita de ter um relacionamento sólido e duradoura é que esta união lhe obrigaria a abandonar seu círculo de amigos sendo uma renúncia à que não está disposto.

Obstinado e teimoso, Aquário é um cônjuge difícil, infiel, mesmo leal, já que é possível que depois de suas aventuras explique abertamente que as teve. Como gosta de viver a vida sem sentir-se atado a pessoas nem coisas materiais, a casa de Aquário será funcional, mas com objetos interessantes. Terá muitos livros, discos e a cor predominante será o azul que diz muito da sua frieza. Será uma casa decorada com bom gosto, mas o visitante percebera que a pessoa que lá mora a decorou sem por excessivos vínculos sentimentais, como se pensasse sair para uma longa viagem no momento menos pensado.

Pela casa de Aquário passa muita gente: amigos com os que adora organizar festinhas, nas quais se fala se fuma e bebe bastante. Tem muito êxito entre os membros do sexo contrário. Aquário só faz amor com aquela pessoa que lhe motiva intelectualmente e jamais se deixará levar pela paixão ou os sentimentos porque qualquer uma destas coisas lhe são totalmente alheias. Na conquista amorosa lhe motiva muito encontrar resistência porque então pode abrir o jogo da sedução que tanto adora. 


PEIXES

(20 de Fevereiro – 20 de Março)

Peixes se mexe como peixe na água do mar confuso dos sentimentos. A metáfora é perfeita porque se representa no Zodíaco precisamente com dois peixes que nadam em direções contrárias. Fora desse âmbito sentimental, está perdido. Peixes é uma pessoa que não toca de pés na terra, como se estivesse o dia todo ausente, submerso em meditações que nem ele mesmo poderia explicar.

Introvertido e contraditório, não é nada simples ser nativo deste signo, especialmente quando se trata de assuntos de amor. Em suas relações amorosas, o doce e bondoso Peixes quer encontrar estímulos emocionais que preencham seu mundo. É algo assim como “alimentar-se”, proporciona combustível ao centro da sua energia que nele se encontra precisamente nos sentimentos profundos. Como necessita vitalmente os sentimentos, Peixes é uma pessoa que vive se apaixonando e parece estar perpetuamente ouvindo a suave música dos violinos. Não é exigente com seu companheiro no que se refere a caráter, idéias ou forma de vida porque o que de verdade lhe interessa é o muito ou pouco que seu amante se envolva na relação que os une.

Como um camaleão, Peixes pode adaptar-se às personalidades mais variadas, seja a um egocêntrico Leonino, um independente Aquariano ou um possessivo Touro, e é normal que adquira os gostos ou interesses do seu companheiro. Além de se apaixonar até a cabeça dessa pessoa, absorve tudo o que é e faz essa pessoa. É uma das suas formas, ainda seja inconsciente, de render admiração e lhe falar que a compreende.

Peixes tem uma grande tendência a se apaixonar por pessoas extrovertidas e extravagantes que lhe trata sem consideração e, em lugar de revelar-se e ir embora, permanecem fiéis a essa relação que colocam no centro de suas vidas. – sem explicação para todo aquele que não seja Peixes, claro – Nos seus amores mais que quantidade pede qualidade, ou seja, que a experiência que tenha seja forte emocionalmente. Também entende que o amor como abnegação e entrega.

Compassivo, compreensivo e doce, Peixes sempre está disposto a amparar os que lhe necessitam, mas pede ao seu amante que jogue o papel de protetor. Como é um signo que está submetido a fortes tensões emocionais, Peixes pode ter problemas graves e desarrolhar um forte instinto auto-destrutivo que pode se manifestar através de uma adição às drogas ou o álcool. Como é um romântico empedernido, quando se apaixona é um espetáculo de luz, cor e som. É como se todos seus sentidos acordassem e é capaz de dançar uma valsa ouvindo uma música imaginaria na metade do corredor do metrô. Quando o amor começa, Peixes o “nina” com toda sua sensibilidade, imaginação e encanto de que é capaz.

É um amante estimulante, que parece conhecer todos os jogos amorosos de cama possíveis ou ser capaz de inventar os que não conhece.

Teste de personalidade – olhos

Artigo Anterior

10 tipos diferentes de pais representados pelo cinema:

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.