2min. de leitura

VEJA O MUNDO DE OUTRA MANEIRA!

O mundo já foi quadrado, achatado, girado, cartografado. E nem era mesmo o mundo a não ser pelo ponto de vista do humano, na soma das experiências condicionadas da história geral.


Imprudentemente metafísico, compõe a realidade universal: de gentes sofridas, no calor das feridas; de mentes dotadas, por matéria imortal; de consciências expressivas, com ritos temperamentais. Sobreviver é intuitivo e involuntário a cada geração.

Repare o mundo, colorido de bordas desbotadas e o inverso também se aplicam em camadas. Um globo onde a distância entre as estações pode significar apenas o dia em um único noturno.

Compreenda além das subjetivas impressões imperfeitas, que não há um mundo a ser visto por completo, que inexiste a sensação dialética a defender a totalidade. Embaixo ou de cabeça para baixo, o seu é diferente no modelo, nas formas… Da boca, do pano da roupa sem pele.


Em cada encanto um espanto, um martírio mágico. Longe e perto, vivem como verbo intransitivo indireto e morrem radicais em regular flexão.

Veja o mundo, de dentro para fora, de anverso e reverso. Veja o mundo a sua maneira, e de outra maneira, através dos meus olhos.






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.