MotivaçãoOshoPazPositividadeProsperidade

Vencendo a barreira do medo

Um dos maiores obstáculos que precisamos superar na vida é o medo. Por mais que tenhamos consciência disso, vencer este bloqueio não é uma tarefa simples.



Isto porque, de modo geral, o medo se relaciona com emoções negativas que vivenciamos que deixaram marcas em nossa memória e, mais do que isto, em nossas células.

Libertar-se das lembranças que geraram o medo exige uma grande disposição interior, pois, para sair do estado de sofrimento em que as memórias dolorosas nos colocam, às vezes é necessário revivê-las muitas e muitas vezes, até que se tornem apenas uma pálida lembrança.

Alguns se recusam a enfrentar este momento difícil, ainda que saibam que é uma passagem necessária em direção à paz. As armaduras corporais que se formam a partir do medo bloqueiam nossa energia vital e trazem inúmeras consequências não apenas para a nossa saúde, mas para o desenvolvimento pleno de nosso poder interior.


A partir do momento em que nos reconhecemos paralisados pelo medo, precisamos ter a coragem para dar o passo seguinte, que se resume em fazer o que for necessário para confrontá-lo, ao invés de fugir.

As batalhas mais importantes da vida são, sem dúvida alguma, aquelas que travamos com nós mesmos, pois é nos subterrâneos de nosso ser, onde reside a escuridão, que se torna mais premente encontrar uma réstia de luz.

E ela está lá, sempre esteve, ainda que as feridas emocionais nos tenham impedido durante muito tempo, de acessá-la. Mas sempre é tempo de refazer o caminho, confiando no amor que a existência nutre por nós.

“O que é o medo, então? O medo é um sentimento de nenhum contato com a existência. Que esta seja a definição de medo: um estado de nenhum contato com a existência é o medo.


…Este surge porque… você não permite que o amor aconteça. Toda a humanidade foi treinada para outras coisas, não para o amor.
Para matar, fomos treinados, e existem exércitos. Anos de treinamento para matar! Para calcular, fomos treinados: faculdades, universidades existem. Anos de treinamento apenas para calcular – de modo que ninguém possa enganá-lo e você possa enganar os outros. Mas em nenhum lugar há qualquer oportunidade disponível, onde você tenha permissão para o amor – e amor em liberdade.
…O medo mata, quer matar. Medo é destrutivo, o amor é uma energia criativa. Quando você ama, você gostaria de criar – você pode gostar de cantar uma canção, ou pintura, ou criar poesia. Mas você não tomaria uma baioneta, ou uma bomba atômica, e iria sair correndo loucamente para matar as pessoas que são absolutamente desconhecidas para você, que não fizeram nada… que são tão desconhecidas para você como você é desconhecido para elas.
As guerras cairão somente quando o amor entrar no mundo novamente. Os políticos não querem que você ame, a sociedade não quer que você ame, a família não permite que você ame: todos querem controlar a sua energia de amor – porque essa é a única energia que existe. É por isso que há medo.

Se você me entender bem, solte todos os medos e ame mais e ame incondicionalmente – e não pense que você está fazendo algo para o outro quando você ama, você está fazendo algo para si mesmo.
Quando você ama, é benéfico para você. Portanto, não espere, não diga que quando os outros o amarem, você vai amar – este não é o ponto.
Seja egoísta. O amor é egoísta… Através dele, você será cada vez mais bem-aventurado. E quando o amor é mais profundo, o medo desaparece, o amor é a luz, o medo é a escuridão”. 

Osho – Tao: Os Três Tesouros


Como se tornar uma pessoa sortuda

Artigo Anterior

É preciso…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.