Veterinária chega a Brumadinho com 300 kg de remédios doados

Nos momentos mais difíceis, temos a oportunidade de descobrir quanta bondade existe no coração de uma pessoa.

Os brasileiros dão um grande exemplo de solidariedade e altruísmo para o mundo inteiro, depois do rompimento da barragem de Brumadinho, em Minas Gerai, que logo se tornou um dos grandes desastres de nosso país.

Já passam de 300 toneladas de doações para as pessoas e animais atingidos, e muitas pessoas e empresas estão se dirigindo até a cidade para ações de apoio. Entre muitos voluntários, está a médica veterinária, Kátia Chubaci, de Santa Catarina, que recentemente chegou a Brumadinho com 300kg de remédios para tratar os animais,vítimas do incidente. Centenas de animais, entre domésticos e silvestres, serão ajudados com os donativos trazidos pela profissional.

Os remédios foram doados por distribuidoras de remédios e também por veterinários de Santa Catarina, e foram transportados gratuitamente pela companhia escolhida por Kátia.

Em sua página no Facebook, Kátia fez uma publicação com algumas caixas de medicamentos e recebeu muitos elogios de internautas:

Todas as doações e serviços voluntários de ajuda em Brumadinho e região são de vital importância para os atingidos. 150 mortes já foram confirmadas e mais de 180 pessoas ainda estão desaparecidas.

Aqueles que estão vivos convivem diariamente com o medo de não encontrarem parentes e amigos vivos, além da dor de perderem os seus lares. É um momento de muita dor e insegurança, e nós, que estamos do lado de fora dessa situação, devemos fazer o nosso melhor para ajudar essas pessoas, de alguma maneira. A empatia nesse momento é essencial.

O tenente Pedro Aihara falou, em nome da Defesa Civil, que os profissionais não diminuirão o efetivo, até que “o último corpo seja encontrado ou que já não se tenha mais como encontrar corpos, pela decomposição do material orgânico”.

Já estão sendo feitas escavações em busca das vítimas: “A partir disso, nós começamos a fazer escavações no local. Nós utilizamos a técnica que se chama cone de odor. Nós fazemos perfurações de modo que o cheiro chegue à superfície e os cães farejadores consigam  identificar se existem corpos no local”, explicou Aihara.

Kátia é mais uma das incríveis pessoas que estão ajudando as vítimas de Brumadinho, e acendendo uma luz de esperança no coração dos brasileiros.

Nossa mais sincera gratidão a todos os voluntários e profissionais que estão trabalhando na região. São todos grandes heróis!


Direitos autorais das imagens utilizadas no texto: Reprodução Facebook / Katia Chubaci – Veterinária



Deixe seu comentário