ColunistasReflexão

Às vezes, só é preciso colocar poucas coisas na mala e seguir…

Às vezes só é preciso colocar poucas coisas na mala e seguir.

Vez em quando é preciso fechar os olhos e deixar ir tudo que for ruim….



Vez em quando é preciso sentir a suavidade da vida.  É preciso andar descalço e não pensar em tantas responsabilidades.

É preciso fechar os olhos e deixar ir tudo que for ruim.

É ter na lembrança aquele abraço fraterno, aquele amor que fez parte da história de um jeito acolhedor e bonito.


É cantar a canção que mais gosta e viver o próprio momento em silêncio.

Muita coisa não deve ser exposta. Muita coisa não é preciso espalhar ao mundo.

A alma sabe interpretar cada momento, cada segundo, cada instante de vivência.

As marcas e alegrias estão ali… Cravadas dentro desse espaço íntimo onde muitas vezes se pede por colo, amor e aconchego. Onde muitas vezes se grita, chora, e faz com que o coração se sinta injustiçado e desmerecido.


Os dias para quem aprende a lição modificam qualquer um. O ontem pode ser muito diferente do hoje.

Ontem eu deixei coisas que já não mais me bastaram. Hoje eu carrego mais esperança no olhar, perfumo mais o ar que respiro.

A intuição tem sido meu guia.

É preciso sentir-se mais forte mais pleno mais dono de si.


Quando a gente consegue se segurar mesmo depois da pior tempestade é sinal de que Deus nos quer aqui.

Quer-nos mais vivos mesmo diante de nossas fraquezas.

Quer-nos caminhando e evoluindo.

Quer-nos mais humildes e atentos.


Quer-nos mais zelosos e capazes de amar ao próximo sem distinção.

Quer-nos perdoando, nos quer alimentando a própria fé.

Às vezes só é preciso colocar poucas coisas na mala e seguir. Quanto menos excessos mais leveza o coração ganha.

Nunca devemos trocar a nossa paz por quem não tem condições de nos fazer feliz


Às vezes o que mais buscamos não está nos livros, está no coração…

Artigo Anterior

O que precisamos nos momentos em que perdemos pessoas que amamos…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.