A vida é um jardim que a própria pessoa cultiva…

Eu estava no metrô quando li a frase que se tornou título desse texto.



Estava sentada ao lado de uma senhora que lia um livro – o qual não pude ver o título e sim, eu sempre dou uma bisbilhotada nos livros que as pessoas leem no metrô, já encontrei livros interessantíssimos ­–  no qual uma das seções dizia exatamente o que eu estava pensando naquele momento: que eu deveria fazer o melhor por mim mesma, todos os dias. Nada menos que isso. “ A vida é um Jardim que a própria pessoa cultiva”.

Eu sorri, pois, ainda que eu saiba o quanto nossa mente é poderosa e tem o dom de atrair aquilo que pensa, eu ainda me maravilho com esse tipo de coisa.

Pequenas respostas do universo.


a-vida-e-um-jardim-foto-01

E isso me faz pensar sobre o quanto nós perdemos tempo reclamando das situações. Se pudéssemos contar quantas vezes reclamamos durante o dia – incluindo sobre o clima, sobre o sono, sobre o metrô lotado, a fechada que você levou no trânsito – certamente entenderíamos o porquê de nossas vidas serem como são!

O que você está fazendo para cuidar do seu “jardim” hoje?


Pense em um jardineiro. Meticulosamente ele retira ervas daninhas e lagartas, apara a grama, ajeita os vasos…. Seu trabalho não é feito do dia para a noite; é um cuidado diário. Quando foi que começamos a pensar que as transformações ocorrem instantaneamente em nossas vidas?

Muitas vezes também perdemos tempo olhando para o jardim do vizinho e pensando em como ele deveria ser. Como o chefe deveria se comportar, o amigo, a amiga, o cônjuge, o pai, a mãe. Tudo seria muito bom se o fulano fosse assim, ou assado, fizesse isso, ou aquilo… Mas nós não temos o poder de mudar os outros. Mudando a nós mesmos, o mundo responderá de uma maneira diferente aos nossos novos comportamentos e atitudes.

a-vida-e-um-jardim-foto-de-capa-e-foto-02

A vida não é perfeita, você se irrita: são as contas para a pagar, a espera pela promoção no emprego, a faculdade e a vida de dona de casa. Nós sabemos. Todos os dias a vida parece ser uma maratona, uma corrida diária pela sobrevivência e o que muda é apenas o jeito como você encara as coisas.

De todas as folhas que caem na terra, todas podem virar adubo; é tarefa do jardineiro aprender a usá-las. Quem cuida do jardim do outro ou esquece do seu por conta das preocupações diárias jamais terá tempo para cuidar do que lhe pertence.

Perderá também a chance de se deleitar em um dos melhores presentes da vida: o autoconhecimento.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.