ColunistasReflexãoVida

A vida é um plágio!

plágio

Parece trecho de música. Algumas foram feitas nossas, de a gente se apropriar, dizer esta é a letra da nossa vida e sair cantarolando. O refrão diz tudo o que eu estou sentindo agora e reflete tanto o que eu gostaria de sinceramente dizer a você.



Parece um filme em que a gente se vê, se descobre, se expõe e pensa: “este roteiro é parte de mim, só pode ter sido feito para mim. Como eles sabem que é assim?” Os personagens e seus ímpetos, frutrações, desejos, alegrias e inércia, seus rompantes em determinadas cenas são espelhos do nosso eu.

E como parece um livro. Mergulhamos nas páginas como quem mergulha em uma aula de meditação e parece estarmos ditando cada frase, respirando em cada vírgula e querendo mais depois de cada ponto. Porque aquilo é nosso, é nossa história, nosso enredo.

plágio


Até as citações parecem saídas da nossa mente. O status da rede social é você dentro da frase ou pensamento de outra pessoa e que mais uma vez reflete o seu agora. Você se serve da expressão e joga para o mundo o que alguém escreveu sobre ou para você.

Tudo era para ser tão original. Ou não? E pelo caminho você vai encontrando outras vidas com tanta coisa em comum. Com as mesmas cenas, mas feitas em outros lugares, às vezes, muito distantes. Parece um rascunho que alguém está passando a limpo e a gente acrescentando apenas alguns detalhes.

A vida se repete em discursos, fotos, frases. E você vai entendendo a história do outro quando ela começa a se repetir com você, com algúem que você convive ou alguém que você conhece. Um círculo vicioso, real e ficitício.

Quantas vezes a cópia não é autorizada e você já se sente dono do texto? E precisa alterá-lo, e quer transformá-lo, mas alguns personagens estão ali, também loucos para recontar os fatos, à maneira deles.


A vida é enfim, uma fórmula repetida. Como se repetem as letras das canções, os enredos dos longas e as páginas de um livro. As obras não são únicas. Têm um pouco de nós em suas telas e suas tintas. Hora coloridas, hora sombrias.

plágio 1

Estamos nós nas capas dos jornais, na tela da televisão, no novo meme que bombou na internet, na piada do feed de notícias, na sacada do youtuber, nas mensagens de bom dia, no mais do mesmo.

A vida é clichê, e clichês são plagiados. Somos feitos dos dois. Quase impossível dizer que o que você viveu nunca ninguém viveu, sentiu ou experimentou, mesmo com narrativas diferentes. E se alguém disser que vai fazer algo nunca feito, aí sim, é possível dizer: “humm, mas este final eu já conheço.” Todos conhecem.


Salto de consciência: por que isso deveria te interessar?

Artigo Anterior

Por trás do”eu me fortaleço é na sua falha”…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.